19.09.2017  /  12:55

Por dentro da noite mágica que uniu turma ótima por causa nobre na Casa do Povo

A intervenção de Mauricio Ianes com os convidados || Créditos: Paulo Freitas

Criar experiência significativa e divertida, mantendo-se dentro de seu orçamento, é o desafio dos eventos beneficentes. E a Casa do Povo fez isso com maestria na noite dessa segunda-feira, quando reuniu turma cool das artes em jantar da entidade, fundada em 1946. O encontro tomou conta do segundo andar do prédio histórico da fundação, no Bom Retiro, e a atmosfera não poderia ser mais mágica: mesas grandes dominaram o salão que sofreu poucas e pontuais intervenções de décor, já que a construção foi a grande protagonista da noite. Sementes, plantas e velas enfeitavam as mesas. Tudo assinado pela decoradora Victoria Schwarz e pela florista Monica Sztokfisz.

O menu ficou a cargo de Ivan Ralston, do Tuju, com participação especial de Marilia Zylbersztajn, que assinou a sobremesa. Na noite foram apresentados os novos projetos de reforma da Casa do Povo, que inclui a instalação de um elevador. O violinista Ricardo Hertz tocou para os convidados durante o jantar. Glamurettes muito bem vestidas, como Carolina Steinbruch, Luiza Calmon, Susana Steinbruch, Maguy Etlin, Mara Fainziliber, Renata Schmulevich e Vivi safidie.

Como toda noite inesquecível, um momento inesperado durante a sobremesa – a torta de maçã de bretanha -, que ganhou intervenção criada por Mauricio Ianês: talheres gigantes para que as pessoas pudessem servir umas às outras. Ideia extraída de um conto religioso e que ficou por anos na cabeça do artista, que finalmente botou em prática. Se juntaram à causa parceiros como Ciroc, Liv, Periquita e Cau Chocolates.

Como apoiadores, Eliana Finkelstein, Flavia Matalon, Joyce Pascowitch, Lilian Starobinas, Renata Schmulevich, Renato Cymbalista e Susana Steinbruch, membros da comissão organizadora, além de Benjamin Steinbruch, Mara e Marcio Fainziliber, Cleusa Garfinkel, Maguy Etlin e Luís Terepins. Aos cliques!