17.01.2018  /  9:00

Por dentro da Mansão Versace: a propriedade onde Gianni Versace foi assassinado hoje é um hotel

A casa onde Gianni Versace viveu seus últimos momentos hoje é um hotel || Créditos: Reprodução

Falta pouco para a estreia de “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”, uma das séries mais aguardadas do ano que estreia nesta quarta-feira nos Estados Unidos e, como o nome indica, é sobre o polêmico assassinato de Gianni Versace em Miami. E a ansiedade em torno do programa baseado em um livro da jornalista americana Maureen Orth é ainda maior entre os funcionários da The Villa Casa Casuarina, também conhecida como a “Mansão Versace” por ter sido o palco do crime que chocou o mundo em julho de 1997.

Comprada pelo milionário americano Peter Loftin em 2000 por US$ 19 milhões (R$ 61,3 milhões), a propriedade foi totalmente reformada e vendida por ele em 2013 para a empresa Jordache Enterprises, em um negócio de US$ 41,5 milhões (R$ 133,8 milhões). Os novos donos resolveram pegar carona na fama do estilista italiano e a transformaram a casa em um hotel boutique com dez apartamentos livremente inspirados nas histórias que ele viveu por lá, com direito até a um restaurante hypado, o Gianni’s, aberto em 2015.

Uma noite na Casa Casuarina não sai por menos de US$ 1 mil || Créditos: Reprodução

Com a atenção que a atração do canal FX está gerando internacionalmente, eles esperam que o The Villa, como o estabelecimento é chamado por aqueles que o frequentam, deixe de ser um ponto turístico meramente fotografado por turistas curiosos para finalmente se tornar um local de hospedagem disputado em South Beach, a região de Miami que, justiça seja feita, recebeu uma forcinha e tanto de Versace para entrar no imaginário popular nos anos 1990.

Atributos para isso não faltam: entre outras coisas, os hóspedes podem ficar no quarto em que o próprio criador Gianni dormia em suas temporadas na Flórida. Ou na suíte que a irmã dele, a hoje diretora criativa da Versace Donatella Versace, se hospedava. Um outro aposento, tão imponente quanto os outros, chama ainda mais atenção: era nele que Madonna, bff de Gianni, ficava quando o visitava.

O restaurante Gianni’s se tornou ponto disputado em Miami || Créditos: Reprodução

As diárias giram em torno de US$ 1 mil (R$ 3.225), mas para quem não dispõe da quantia é possível fazer algo mais simples, como reservar uma mesa no restaurante Gianni’s ou no Onyx Bar, clube intimista que serve aperitivos e foi construído no local onde ficava a cozinha do estilista. Nesse caso dá até para dar uma voltinha pelo jardim em mosaico decorado com figuras mitológicas, como a Medusa que Versace tanto amava e que se tornou a logomarca da maison.

É bom lembrar que a maior parte dos móveis e objetos de decoração comprados por Gianni para seu refúgio particular foram leiloados por Donatella depois da morte dele, inclusive peças em ouro de 24 quilates de seu famoso banheiro particular. Ainda assim, há muito o que se explorar, principalmente em relação aos mistérios da mansão, que teria passagens secretas e até uma espécie de “porto” para pombos-correio usados pelo ex-morador famoso para se comunicar com os amigos. É o tipo de coisa que, uma vez eternizada em produções hollywoodianas, pode se tornar uma fonte de lucro inesgotável. (Por Anderson Antunes)

Já o espaço onde era a cozinha nos tempos de Gianni virou clube: o Onyx Bar || Créditos: Reprodução