04.09.2016  /  10:53

Por Ai Weiwei, Anish Kapoor pode se retirar da Bienal da China em protesto

87106274
Ai Weiwei e Anish Kapoor durante protesto contra a o descaso com os imigrantes na Europa, em setembro do ano passado || Crédito: Getty Images

A primeira edição da Bienal de Yinchuan, na China, marcada para começar no dia 9 deste mês, pode sofrer mais uma baixa depois que os organizadores retiraram o convite e negaram a presença do artista chinês Ai Weiwei por motivos não muito claros. Anish Kapoor, um dos participantes, está cogitando colocar seu lugar à disposição caso a ação com Weiwei não seja revista – acredita-se que o artista tenha sido excluído por motivos políticos.

“Depois que excluíram Weiwei, e da forma como tudo foi feito, eu acho bastante problemático”, disse Kapoor em entrevista coletiva a jornalistas durante um almoço na Kukje Gallery, em Seul, onde acaba de ser inaugurada a exposição “Gathering Clouds”, com trabalhos inéditos de Kapoor, que fica em cartaz até o dia 30 de outubro. “Para ser honesto, eu ainda não sei se vou participar. Acho que precisamos ficar contra a censura e, mesmo que o trabalho esteja quase pronto, eu não tenho certeza se quero expor nestas condições”, disse.

A bienal, em sua formação original, contaria com 73 artistas, incluindo Dana Awartani, Joana Hadjithomas & Khalil Joreige, Santiago Sierra, e Song Dong. “Se decidir participar, isso significa que estou do lado das autoridades e conspirando a favor deles, e eu não tenho certeza se concordo com isso”, finalizou. Que situação…