27.08.2020  /  12:48

Ponte aérea entre Nova York e Londres está sendo discutida pelas autoridades americanas e britânicas

Um avião da British Airways decolando do aeroporto JFK, em Nova York || Créditos: Reprodução

Uma ponte aérea entre Nova York e Londres está sendo discutida pelas autoridades dos Estados Unidos e do Reino Unido como uma forma de diminuir as dificuldades criadas pela pandemia para os viajantes frequentes entre as duas cidades. No caso do possível caminho pelos ares entre a Big Apple e a terra do Big Ben, a expectativa é que até o fim desse ano o trecho seja anunciado, e possivelmente para se tornar definitivo e fazer moda.

Em tempos pré-novo coronavírus, os voos entre NY e Londres já existiam aos montes, mas a criação de uma ponte aérea que ligasse ambas as metrópoles diretamente os tornaria ainda mais numerosos e frequentes – e, claro, reduziria e muito seus custos. Algumas regras de viagem também poderiam cair por terra nesse caso, sendo esse o principal e mais desejado efeito que a medida traria em um mundo pós-Covid 19.

Isso porque os passageiros que embarcam nos aeroportos de NY rumo à capital da Inglaterra ainda estão em uma “lista vermelha” que os obriga a cumprir uma quarentena de 14 dias antes de saírem circulando pelas ruas londrinas. Outros países que recebem voos dos EUA em maiores quantidades, como a Alemanha, também estão mantendo conversas com os americanos para a criação de pontes aéreas entre si. (Por Anderson Antunes)