20.05.2017  /  7:19

Política israelense causa no tapete vermelho de Cannes com look polêmico

Miri Regev e seu vestido que deu o que falar || Créditos: Getty Images
Miri Regev e seu vestido que deu o que falar || Créditos: Getty Images

O look mais polêmico do tapete vermelho do 70º Festival de Cannes até agora foi o da ministra da cultura e esporte de Israel, Miri Regev, que circulou pelo evento anual na última quarta-feira a bordo de um vestido estampado com imagens de vários pontos turísticos de Jerusalém.

Mais do que uma tentativa de promover o turismo de lá, no entanto, a roupa foi a forma que Miri encontrou para se manifestar sobre a possibilidade de que os Estados Unidos transfiram sua embaixada de Tel Aviv, que tradicionalmente abriga as representações internacionais, para a cidade milenar.

Se o objetivo era dar o que falar, ela conseguiu o feito, embora não da maneira como provavelmente esperava: o vestido bombou nas redes sociais, onde deu origem a vários memes, e se tornou um dos alvos (de críticas) favoritos da fashion police. (Por Anderson Antunes)