28.10.2013  /  15:34

Polêmica das biografias não autorizadas é repercutida lá fora. Aos fatos

Isabel Vincent sobre a polêmica das biografias no Brasil:  “um tapa na liberdade de expressão”

A polêmica das biografias não autorizadas já rompeu as barreiras nacionais. Em editorial publicado neste domingo pelo “New York Post,” a jornalista canadense Isabel Vincent criticou duramente o que ela classificou como “um tapa na liberdade de expressão”.  Vincent, pra quem não lembra, é a autora do polêmico livro “Gilded Lily,” uma biografia não autorizada da bilionária brasileira Lily Safra.

O livro foi proibido de ser publicado no Brasil há alguns meses, por conta de um processo movido contra Vincent e a editora HarperCollins pelo sobrinho de Safra, Leonardo Watkins.

“Meu livro nem sequer foi traduzido para o português ou disponível no Brasil em sua versão em inglês, e mesmo assim fui acusada pelas autoridades brasileiras de ‘agressão moral’. Se isso não é censura, eu não sei o que é”, escreveu Isabel. (por Anderson Antunes)