11.07.2018  /  7:30

Pioneiro da indústria fast-fashion, bilionário Carlo Benetton morre na Itália aos 74 anos

Carlo Benetton || Créditos: Reprodução

Membro de uma das famílias mais tradicionais da Itália, Carlo Benetton morreu nesta terça-feira na casa onde vivia em Treviso, no nordeste da Itália, aos 74 anos. Há tempos ele lutava contra um câncer. Junto com os irmãos Luciano, Giuliana e Gilberto, ele fundou em 1965 o grupo Benetton, um dos pioneiros da indústria do fast-fashion mundial com a marca icônica United Colours of Benetton, cujo primeiro produto foi um suéter amarelo bordado por Giuliana.

Sempre discreto, Carlo – o mais jovem do quarteto – se afastou do comando da Benetton em 2008 para cuidar da empresa familiar de gado Maccarese, o que lhe permitia ficar longe dos holofotes. Os Benettons sempre investiram em outras áreas além da moda, e inclusive são donos de um das maiores companhias de concessões rodoviárias do mundo, a italiana Autostrade per l’Italia, líder deste segmento na Europa.

Eles também já investiram na Fórmula 1 e por várias temporadas patrocinaram a Toleman, famosa por ter sido a primeira escuderia de Ayrton Senna. Pai de quatro filhos e solteirão convicto, ao ponto de nunca ter casado no papel, Carlo deixa uma fortuna estimada em US$ 3,3 bilhões (R$ 12,5 bilhões) para os herdeiros. A morte dele é um dos destaques na mídia italiana nesta quarta-feira, e o governador de Vêneto – a região onde o empresário morava – decretou luto oficial por lá. (Por Anderson Antunes)