07.04.2021  /  10:40

Piers Morgan volta a atacar Meghan e Harry em entrevista e afirma que a família real não é racista

Meghan Markle e Harry, e Piers Morgan
Meghan Markle e Harry, e Piers Morgan || Créditos: Reprodução

Linguarudo como sempre, Piers Morgan agora deu para atacar o príncipe Harry. Descontente com a entrevista que o irmão do príncipe William e sua mulher, Meghan Markle, deram para Oprah Winfrey, o apresentador britânico chegou a classificar a iniciativa deles de explicar seus motivos para deixar a realeza do Reino Unido no bate papo histórico como “uma verdadeira traição” contra a rainha Elizabeth II.

Mas, por último, o que realmente tem tirado o sono de Morgan são as polêmicas alegações, ainda que feitas como indiretas pelo casal para Winfrey, de que os Windsors são racistas. “Eu me encontrei com membros da família real várias vezes e garanto que nenhum deles teve qualquer atitude racista diante de mim”, o astro da telinha disse durante uma participação em um programa da “Fox News” na última segunda-feira.

Morgan também aproveitou a ocasião para lembrar que Harry continua sendo até hoje o único Windsor que precisou pedir desculpas publicamente por ter usado um termo considerado racista – no caso, em seus tempos de militar, lá em 2006, quando o ex-royal se referiu a um soldado de origem paquistanesa de forma ofensiva. “Nenhum outro familiar dele passou pelo mesmo”, ponderou o veterano da TV.

Ex-editor de tabloides, Morgan virou homem de televisão no começo dos anos 2000. Seu maior momento nessa nova carreira foi como jurado do “Britain’s Got Talent”, ao lado de Simon Cowell. Ele também apresentou durante anos o “Good Morning Britan”, do qual foi demitido meses atrás justamente por passar da linha em suas críticas a Markle, que inclusive cogitou processá-lo por isso. (Por Anderson Antunes)