30.03.2020  /  12:19

Pharrell Williams é criticado por pedir que seguidores doem dinheiro para hospitais dos EUA

Pharrell Williams || Créditos: Reprodução

Pharrell Williams pertence à categoria das celebridades que são “cool” demais para serem criticadas, apesar disso muitos dos mais dos seus mais de 12 milhões de seguidores no Twitter reagiram mal a um pedido feito pelo cantor no microblog no último dia 24. É que o intérprete de “Happy” pediu a todos eles que fizessem doações para uma vaquinha online criada para levantar recursos para comprar máscaras e uniformes de trabalhos para médicos e enfermeiros de vários hospitais dos Estados Unidos que atendem pacientes de Covid-19 por lá, uma vez que esse tipo de material está em falta em várias regiões do país.

Até aí, tudo bem. O xis da questão foi que vários fãs de Williams, que recentemente colocou uma de suas mansões à venda por US$ 17 milhões (R$ 87,6 milhões), consideraram inapropriado da parte dele pedir dinheiro a desconhecidos quando se tem uma fortuna estimada em US$ 150 milhões (R$ 772,9 milhões), ao invés de ele mesmo tirar do próprio bolso para ajudar a causa. “Imagina as pessoas que estão sendo demitidas nesse exato momento lendo isso enquanto você mesmo poderia tentar juntar essa grana com seus amigos famosos”, criticou um dos tuiteiros indignados que o seguem.

Polêmicas à parte, a campanha virtual que tem com o objetivo de arrecadar US$ 10 milhões (R$ 51,5 milhões) já conseguiu perto de US$ 4,8 milhões (R$ 24,7 milhões) desde quando foi lançada, há seis dias. E ninguém sabe se do montante arrecadado alguma coisa partiu de Williams, ou se o popstar só se empenhou em promovê-la. (Por Anderson Antunes)