18.12.2018  /  7:40

Pete Davidson, o ex de Ariana Grande, sugere dar um fim à própria vida e deixa colegas apreensivos

Pete Davidson e Lorne Michaels || Créditos: Getty Images

O clima nos bastidores do “Saturday Night Live”, o humorístico número um da televisão americana, é de apreensão total. Tudo por conta de um post pra lá de sinistro feito no Instagram no último fim de semana por Pete Davidson, um dos principais astros da atração, que recentemente terminou de maneira abrupta um noivado com Ariana Grande. Horas antes de ir ao ar no episódio de sábado, ele escreveu na rede social que não quer mais “viver nesta Terra” e que não sabe até quando vai conseguir resistir a esse desejo.

Foi o suficiente para que Lorne Michaels, o poderoso e lendário produtor do “SNL”, entrasse em cena para ajudar o comediante de 25 anos, que tem um longo histórico de doenças mentais e em setembro foi diagnosticado com síndrome de bordeline. Michaels, que lançou a carreira de astros como Eddie Murphy e Will Ferrell, se prontificou a
ajudar Davidson com o que for preciso, inclusive bancando a estadia dele em uma clínica especializada em tratamento psiquiátrico.

Quem também tentou estender a mão ao jovem prodígio da comédia americana foi Grande, porém sem sucesso: consta que a cantora tenta há dias visitar o ex nos estúdios do “SNL”, em Nova York, e até agora não foi recebida, tendo sido inclusive proibida de dar pivô no local. Davidson já foi chamado de “gênio” pelo “The New York Times” e é bastante querido entre seus colegas. Além do “SNL”, ele também tem três projetos na telona engatilhados para 2019. (Por Anderson Antunes)