13.12.2013  /  16:44

Demissões na Heinz prejudicam imagem de Jorge Paulo Lemann nos EUA

Para Lemann, vermelho só se for o ketchup

Jorge Paulo Lemann, um dos empresários mais admirados do Brasil, não é visto da mesma maneira por alguns norte-americanos. Isso porque o bilionário brasileiro é o principal responsável pela decisão de demitir cerca 2 mil funcionários da Heinz, famosa marca americana de condimentos.

Desde o mês passado, a Heinz já fechou três de suas fábricas nos Estados Unidos, resultando em centenas de demissões. O restante dos cortes foi feito no início do ano, e atacou funcionários dos altos escalões da companhia. A economia gerada pelas demissões deve chegar a US$ 250 milhões por ano. As informações foram divulgadas nessa quinta, no último relatório financeiro da empresa.

Lemann é conhecido nos Estados Unidos por sua austeridade no comando de empresas. Ele fez o mesmo quando adquiriu a Anheuser-Busch – hoje AB-InBev -, que chegou a ter uma “mini-companhia aérea” apenas para atender seus executivos. Hoje, os executivos que restaram viajam em aviões comerciais, e não raramente na classe econômica. (Por Anderson Antunes)