Luana xavier
Por Fernando Torquatto

Luana Xavier despida de qualquer personagem também mostra a que veio

1 Compartilhamentos
1
0
0
0
0

Foi no terreiro de umbanda da avó, a atriz e mãe de santo Chica Xavier, que Luana fez suas primeiras interpretações, ainda criança, para divertir a família. De Chica – que marcou a história da TV com papéis em novelas como Sinhá Moça e Renascer, e morreu no ano passado – herdou o comando do terreiro e o talento artístico. Superelogiada na mais recente temporada da série Sessão de Terapia, do Globoplay, a carioca de 34 anos, que estudou serviço social na UFRJ, tem emendado um trabalho no outro no streaming. Em suas redes sociais, despida de qualquer personagem, Luana também mostra a que veio.

  • glamurama

    Quando percebeu que virou uma voz potente nas redes sociais?

  • Luana xavier

    Acho que tive essa certeza quando comecei a ver comentários nos meus vídeos de pessoas que eu admiro. Vi Lázaro Ramos, Taís Araujo, Conceição Evaristo… Todos eles comentando e dizendo que se sentiam representados pela minha fala. E definitivamente isso não tem preço.

  • glamurama

    O que as gravações de Sessão de Terapia agregaram nas sessões com sua terapeuta da vida real?

  • Luana xavier

    Minha personagem, Giovana, foi a virada de chave que eu precisava. Ela me deu coragem para encarar a obesidade como uma doença que de fato precisa de tratamento, de acompanhamento médico. E me deu incentivo para, na minha terapia pessoal, falar com tranquilidade sobre meus deslizes no controle alimentar. Eu ainda escondia da minha terapeuta algumas escapulidas.

  • glamurama

    O que Chica Xavier diria para a Luana de hoje?

  • Luana xavier

    “Minha Lua cheia de amor, você se saiu todinha a sua avó. Tô amando ver sua carreira, mas ai de você se não colocasse o canudo de serviço social na minha mão. Agora só tá faltando construir sua família. Vou falar com Santo Antônio. Te amo!”

Você também pode gostar
Leandra Leal

Leandra Leal: o espelho deste momento

Atriz tem dedicado seu tempo às relações familiares, além de gravar documentário em hospital de campanha contra Covid-19 e seguir lutando por um mundo melhor