Um amor à primeira vista. É assim que o artista plástico italiano Lucio Salvatore, 35 anos, define sua relação com o Rio de Janeiro.

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Um amor à primeira vista. É assim que o artista plástico italiano Lucio Salvatore, 35 anos, define sua relação com o Rio de Janeiro. Desde que esteve no Brasil pela primeira vez, em 2000, Lucio visita a cidade com freqüência. Dividindo seu tempo entre Rio, Nova York e Milão, Lucio está na cidade para apresentar, pela primeira vez, a exposição Physis = Eros, em cartaz na Galeria Arte em Dobro, de hoje a quinta-feira.

* Depois de uma bem-sucedida exposição em Nova York, chegam ao Rio os 10 trabalhos figurativos em que o artista usa sangue sobre o acrílico, no lugar da tinta. “O sangue é uma opção estética e não conceitual”, explica Lucio, um estudioso de filosofia grega, especialmente os pré-socráticos. As telas representam corpos de homens e mulheres captados no momento da criação. “Eros é a força que cria a vida”, conceitua.

Galeria Arte em Dobro – Rua Dias Ferreira, 417/2º andar, Leblon

Lucio já recebeu doações de sangue de cariocas como Lenny Niemeyer e da ex-jogadora de vôlei Isabel Salgado que pretende utilizar em suas próximas obras