07.04.2011  /  9:30

A gente bateu um papo delícia com a atriz Lívia de Bueno… conhece a moça?

Fazer cenas de nudez, apaixonar-se em um set de filmagens e formar um triângulo amoroso, na ficção, com seu amor da vida real podem ser saia justa para algumas pessoas, mas não para a atriz Lívia de Bueno, que leva tudo numa boa. “Faço uma imersão na personagem, e naquele momento essas coisas fazem tanto sentido que deixam de ser uma questão pra mim.” A atriz, que acabou recentemente as gravações de “Paraísos Artificiais”, de Marcos Prado, contou ao Glamurama que Lara foi sua personagem mais intensa, e acabou gerando uma cumplicidade na vida real com Nathália Dill, que faz Erika, sua dupla inseparável na trama.

* Durante as duas semanas que passaram em Recife, contracenando em uma rave especialmente produzida por Cláudio Amaral Peixoto, Lívia, Nathália e Luca Bianchi, a ponta do triângulo amoroso, acabaram se tornando mais que cúmplices, amigos. “Se a tela passar toda essa sintonia que rolou entre a gente, vai ser incrível”, diz Lívia. E que sintonia! Lívia e Luca acabaram formando um casal também na vida real. “Já tínhamos saído antes, e no set acabamos nos conhecendo melhor.” Casal lindo de viver, diga-se.

* Além de “Paraísos Artificiais”, Lívia, esteve recentemente em cartaz com “Malu de Bicicleta”, de Flávio Tambelini, e também interpretou uma prostituta no longa “Homem do Futuro”, de Claudio Torres, no qual contracena com Wagner Moura e Gabriel Braga Nunes. “Cenas de nudez não me assustam. Entendo que aquilo tem um porquê naquele momento”, finaliza ela, que ainda sonha com uma personagem de filme de época.

Lívia de Bueno: mil em uma