19.05.2015  /  19:27

Pedro de Artagão fala sobre acidente e entrega proposta de novo restô

Pedro de Artagão, a fachada do Formidable depois do acidente e o Barra Shopping, no Rio || Créditos: Reprodução
Pedro de Artagão, a fachada do Formidable depois do acidente e o Barra Shopping, no Rio || Créditos: Reprodução

Muita gente que passeava pelo Leblon na tarde desse domingo levou um susto ao ver a fachada do Formidable Bistrô, de Pedro de Artagão, atingida por um carro. Glamurama encontrou com ele na segunda-feira, em um evento promovido pela Gastromotiva no Astor de Ipanema, e foi saber dos detalhes. “As pessoas ficaram muito preocupadas, achando que tinha sido um acidente maior, com um carro vindo da rua. Na verdade foi um senhor, já de idade. Ele parou na porta para botar o nome na lista de espera. Ao voltar para o volante, se atrapalhou com as marchas do carro automático, na hora de manobrar, e acabou fazendo aquilo. Ele não deveria ainda estar dirigindo, mas não foi grave. Não machucou ninguém. Só quebrou um dos vidros da porta.” Menos mal…

* E como está o recém-inaugurado restaurante, o segundo do chef, que começou sua empreitada com o hypado Irajá? “Está bombando, graças a Deus. Já virou um queridinho. Todos os dias a gente já começa com a casa cheia pra caramba, e tenho recebido feedbacks bem positivos. Por causa do movimento grande, conseguimos ajustar rápido, antes do previsto. Os princípios são os mesmos do Irajá, apesar do perfil ser diferente: a melhor qualidade, maior hospitalidade possível, preço justo. Um é uma homenagem a um bistrô francês, o outro tem uma cozinha brasileira contemporânea, mas o amor é o mesmo.”

* Como está tudo certo no Formidable, já é hora de expandir os domínios? “Em agosto a gente abre dentro do Barra Shopping o Cozinha Artagão, criado para servir meus pratos clássicos. Como o Irajá tem essa proposta de mudar sempre o cardápio, achei que seria bacana ter um lugar como esse. Posso abrir outros, sim. Tudo depende da vontade de empreender e de ter uma boa ideia. Por que na Barra? Porque é inegavelmente uma fronteira que precisa ser explorada. O Barra Shopping nos acolheu. O assédio foi grande.” (por Michelle Licory)