02.07.2020  /  12:52

Paulo Vieira e Fernando Caruso estreiam ‘Cada um no seu Quadrado’, exclusivo Globoplay. Ao papo!

Fernando Caruso e Paulo Vieira || Créditos: Ilana Sales / Reprodução

Paulo Vieira está com tudo na Globo. Depois do sucesso do seu quadro “Como lidar?”, no Fantástico, o comediante se junta ao amigo e também humorista Fernando Caruso no programa ‘Cada um no seu Quadrado’, que estreia nesta sexta-feira no Globoplay. A atração terá como ponto de partida o encontro entre amigos em uma mesa de bar quando é permitido se divertir e ficar à vontade, relaxar, falar besteira, fazer piada conversar sobre tudo, jogar…só que virtual. Caruso e Paulo vão “receber”, a cada episódio, quatro convidados para brincadeiras e uma conversa intimista por aplicativo de encontros à distância. Além do papo bem-humorado, vão rolar jogos e dinâmicas em clima de “game night”. E não só os encontros serão virtuais, a captação, direção e edição também serão remotas, de acordo com as normas de segurança deste período de isolamento social. O projeto foi idealizado pela roteirista Daniela Ocampo tem direção artística de Daniela Gleiser. Abaixo, Glamurama mostra como os atores estão se preparando para mais este desafio de fazer rir em um momento tão conturbado. Dá uma espiada!

G: O que o público pode esperar do ‘Cada um no seu quadrado’?
Fernando Caruso: Eu acho que vai ser a melhor reunião de amigos que você vai ter, talvez até com amigos melhores que os seus! (risos) Acho que dali podem sair ótimas ideias de papo e brincadeira para incrementar as próximas reuniões de todo mundo!

Paulo Vieira: Nossa intenção é que o público se divirta durante essa meia hora, que esqueça um pouco os sofrimentos e consiga pensar no melhor da vida, que são os amigos, estar junto e compartilhar.

G: Como tem sido participar deste projeto?
Fernanda Caruso: Uma delícia. Todas as pessoas envolvidas no projeto são muito divertidas, a criação já poderia até ser o projeto em si. As reuniões de elaboração demoram horas, e o único aspecto negativo são as louças que empilham enquanto a gente está conectado (risos).

Paulo Vieira: Todos nós tivemos que aprender como trabalhar nesse projeto de maneira remota. Entender como que se dariam as reuniões, as gravações… um encontro por aplicativo com a equipe toda já é um aprendizado, né? Encontrar o momento certo para falar, essas coisas. Então, já por isso é uma experiência interessante. Nosso maior desafio dentro disso é fazer com que as pessoas se sintam em casa, aconchegantes. É um projeto que tem como objetivo fazer as pessoas se sentirem à vontade na internet.

G: Vocês têm se envolvido no roteiro do programa? Dão sugestões de nomes de convidados, jogos, temas?
Fernando Caruso: Sim, estamos todos envolvidos em todos os aspectos do programa, desde a escolha dos convidados até às plaquinhas que vão ser usadas na identidade visual do programa.

Paulo Vieira: Muito generosamente, a nossa equipe quer que a gente esteja muito à vontade. E a gente tem na mão uma oportunidade de fazer um programa muito legal, porque é uma união de gente muito boa

G: Vocês se conhecem há algum tempo. Como é trabalhar ao lado de um amigo?
Fernando Caruso: É ótimo. A impressão que dá é que o Paulo é capaz de fazer qualquer programa totalmente sozinho. Estar do lado acompanhando é um privilégio.

Paulo Vieira: Eu e Caruso temos uma história muito bonita. Ele foi um dos responsáveis pela a minha carreira dentro dos stand up comedy. A gente se conheceu há muito tempo, em Palmas, Tocantins, quando ele fazia parte do grupo ‘Comédia em Pé’. É maravilhoso agora fazer parte do programa com ele. Sem contar também o nosso tempo de ‘Zorra’. Adoro o Caruso e acho que este projeto é a cara dele! Tem a alma que o Caruso desempenha em todo o lugar que está, que é de ser o cara que anima o lugar, que propõe jogos, que integra e que faz as pessoas se sentirem à vontade. Vai ser lindo ver ele brilhar e eu poder surfar nessa onda. Tenho certeza que ele vai fazer tão bem que não vou precisar nem me preocupar. (risos)

G: Como têm sido os dias de isolamento de vocês? Como é a rotina, o que têm feito que nunca imaginaram antes?
Fernando Caruso: Minha rotina no início era só louça e quadrinhos. Agora ela complicou um pouco: além desse programa novo, tenho as cenas do ‘Zorra’ gravadas em casa, meu podcast, meu canal no youtube, um programa de rádio, as aulas que dou no Tablado toda segunda e, claro, as louças. O que eu tenho feito que eu nunca imaginei é esteira. Todos os dias de quarentena eu consegui fazer esteira, estou invicto.

Paulo Vieira: Acordo, tomo café da manhã e vou para as reuniões virtuais. Estou gravando o ‘Zorra’, com o podcast do ‘Fora de Hora’, podcast da ‘Escolinha’ e gravando o quadro para o ‘Fantástico’. Então, administrar as reuniões de produção roteiro e gravação disso tudo tem sido a minha rotina. E ainda tem uma vida pessoal que vez ou outra preciso administrar. Estou sendo salvo pelo trabalho. Se não fosse ele, nesses tempos, eu não teria ânimo. Tem sido maravilhoso passar esse tempo com meus amigos na internet, trabalhando, propondo e inventando coisas.