Paulo Gustavo é homenageado em projeto de lei que pode injetar mais de R$ 4 bilhões no setor cultural brasileiro

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0
Paulo Gustavo | Créditos: Bruna Guerra

 

 

 

Uma nova lei de resgate do setor cultural segue em consulta pública na internet e com votação no Senado prevista entre os dias 28 de junho e 2 de julho. E para homenagear Paulo Gustavo, que morreu em março vítima da Covid-19, o projeto foi apelidado de Lei Paulo Gustavo, e visa “garantir ações emergenciais voltadas ao setor cultural” e resgatar o setor do audiovisual muito afetado pela pandemia, além de apoiar produções, salas de cinemas, cineclubes, mostras, festivais e ações de capacitação, por exemplo, com um total de R$4,4 bilhões no setor cultural.

Entre as justificativas usadas para a aprovação da lei está o papel da arte, tendo em vista a importância da cultura para a formação da sociedade, mas também o aspecto econômico. “O setor cultural equivale a 2,67% do PIB brasileiro e representa cerca de 5,8% do total de ocupados no país, isto é, quase 6 milhões de pessoas”, informam os responsáveis pelo projeto.