11.07.2017  /  15:52

Para evitar hackers, Chico Buarque guardou gravações de novo disco em cofre

Chico Buarque com o músico Jorge Helder no estúdio da Biscoito Fino em dia de gravação de  “Caravanas” || Créditos: Leo Aversa/Divulgação

Chico Buarque está prestes a lançar seu 23º disco solo de estúdio e, para aguçar nossa curiosidade, acaba de ser divulgado o nome do álbum: “Caravanas”, que remete a uma das nove canções, “As Caravanas”, que compõem o CD. O anúncio foi feito nas redes sociais do compositor por meio de sua assessoria de imprensa.

Diferente dos outros CDs de Chico, que eram gravados praticamente de uma só vez, o CD foi gravado ao longo dos dois últimos anos com um prazo médio de três meses entre a gravação de uma música e outra. Todas as faixas foram gravadas no estúdio da Biscoito Fino, no Rio de Janeiro e, para evitar hackers, a medida que eram concluídas eram copiadas em um HD e guardadas em um cofre instalado dentro da gravadora. Participaram da produção de “Caravanas” os músicos Jorge Helder, Jurim Moreira e João Rebouças, o maestro Luiz Cláudio Ramos e o produtor Vinícius França.

O lançamento quebra um hiato de 5 anos, já que o último disco de inéditas lançado pelo artista foi em 2011, o “Chico”. A princípio, a arte gráfica do CD, previsto para ser lançado no fim de agosto, será assinada por uma artista gráfica brasileira baseada em Paris, cujo nome ainda é guardado em segredo. No fim de julho, será divulgado o primeiro single do disco.