26.01.2018  /  12:31

Para a bíblia dos esportes nos EUA, Gisele é a maior ameaça para o futuro do Patriots, o time de Tom Brady

Tom Brady e Gisele Bündchen || Créditos: Getty Images

Tom Brady vai disputar o oitavo Super Bowl de sua carreira (e possível sexta vitória na grande competição) no dia 4 de fevereiro, aos 40 anos, e como o jogador de futebol americano mais celebrado de todos os tempos. Mas essa hegemonia pode estar com os dias contados e – acredite se quiser! – a culpada por isso pode ser ninguém menos que Gisele Bündchen, a mulher dele.

De acordo com a revista americana “Sports Illustrated”, que é a bíblia dos esportes nos Estados Unidos e dedicou sua última capa a Brady. Em análise sobre o futuro do atleta, a publicação classificou a übermodel como “a maior ameaça à dinastia New England Patriots”, em referência ao time do qual ele é quarterback e que hoje em dia é o mais bem sucedido da NFL, a Liga de Futebol Americano.

De acordo com a “SI”, Gisele – que disse adeus às passarelas em 2015 e nunca escondeu o desejo de vê-lo seguindo seu exemplo – quer porque quer que o marido pendure as chuteiras o quanto antes possível para passar mais tempo com a família, e chegou a pedir a um amigo em comum, o ex-jogador Jay Feely, para tentar convencê-lo a se aposentar (Feely, em contrapartida, teria sugerido ao colega para “jogar até quando puder”).

Para a revista, que ainda enxerga em Brady um enorme potencial, a insistência da brasileira é um problema e tanto para o futuro do Patriots, até porque sempre que ela toca no assunto as consequências são grandes: lembra quando Gisele revelou por acidente em uma entrevista que o amado sofreu uma concussão no fim de 2016, o que acabou dando origem a uma investigação feita pela NFL, que não sabia do ocorrido e precisa ser comunicada sobre esse tipo de coisa? Pre-pa-ra que lá vem polêmica… (Por Anderson Antunes)

Brady na capa da “Sports Illustrated” || Créditos: Reprodução