08.02.2018  /  11:15

Pantone se rende à moda sem gênero com cartela de cores inclusiva

 

Da esq. para a dir.: fotos 1 e 2, Maison Margiela, 3 e 4, Balenciaga

Já que o mundo está voltado para inclusão social porque não olhar dessa forma para as cores que serão tendência na próxima estação? Para decidir a cartela de cores do outono 2018, a Pantone elegeu tons conectados à ausência de gênero. Nos últimos anos, a moda unissex evoluiu para genderless – termo usado para se referir à moda igualitária -, tornando-se um negócio atraente para as marcas, estilistas e consumidores, tanto que a procura por roupas sem definição de sexo só aumenta.

Na lista de top 10 cores para apostar na temporada estão: Red Pear, Valiant Poppy e Nebulas Blue, seguidas por Ceylon Yellow, Martini Olive, Russet Orange e Ultra Violet. Por fim, a lista segue com as cores Crocus Petal, Limelight e Quetzal Green.

Leatrice Eiseman, diretora executiva da Pantone Color Institute, falou ao portal “WWD”: “Há uma busca crescente por parte de estilistas e consumidores por escolhas mais auto-expressivas, que fogem do tradicional e isso reflete também nas cores.” Ou seja, a sociedade está mais preparada para fazer delas como uma expressão de si mesmo.

Não é de hoje que as cores são usadas com objetivos que vão além da moda. Um exemplo recente aconteceu durante o Globo de Ouro 2018, quando dezenas de estrelas de Hollywood se vestiram de preto como forma de protesto em prol do movimento Time’s Up. “Foi um dos momentos mais significativos que já vimos porque milhões de pessoas observam essas premiações”, falou a diretora sobre o caso. “Isso tornou as pessoas mais pensativas sobre a cor e como ela pode representar suas emoções ou sentimentos.”