19.07.2020  /  9:00

Pandemia força bilionário a reduzir preço de venda de apê em mais de R$ 37 milhões

David SImon e o número 625 da Park Avenue || Créditos: Reprodução

Com pressa em vender um apartamento de andar inteiro que tem em um dos prédios mais cobiçados do Upper East Side de Nova York, o bilionário americano David Simon reduziu nessa semana o valor que estava pedindo pela propriedade localizada no número 625 da Park Avenue, de US$ 39,5 milhões (R$ 210,8 milhões) para US$ 32,5 milhões (R$ 173,4 milhões). Com 678 metros quadrados de área privativa, o apê de seis suítes foi decorado pelo badalado arquiteto Tony Ingrao e está pronto para ser habitado.

Já o prédio em que fica foi projetado por J.E.R. Carpenter e construído em 1931 para ser um hotel, sendo adaptado para condomínio de luxo em 1968, com taxa mensal atual de US$ 21,6 mil (R$ 115,2 mil). A lendária Helena Rubinstein e a princesa Ashraf do Irã já moraram lá, enquanto entre os atuais residentes há nomes como o do filantropo Ira Rennert e o da bilionária brasileira Lily Safra, que se divide entre Mônaco, NY e Londres.

Simon é o CEO e principal acionista da Simon Property Group, uma administradora de shopping centers com negócios em todos os estados dos Estados Unidos e também na Ásia. Fortemente afetada pela pandemia de Covid-19, que resultou em menos pessoas indo às ruas para fazer compras, a empresa com ações negociadas na Bolsa de Valores de NY perdeu quase 60% de seu valor de mercado só nos últimos doze meses. (Por Anderson Antunes)