25.07.2020  /  8:27

Pandemia fez preço dos imóveis de alto padrão dispararem nos Hamptons. Entenda o motivo!

As mansões dos Hamptons, que já eram caríssimas, estão se valorizando ainda mais || Créditos: Reprodução

A pandemia de Covid-19 fez os preços dos imóveis residenciais de alto padrão despencarem na maior parte dos Estados Unidos, cujo mercado imobiliário sempre foi um dos mais aquecidos do mundo, mas com a rara exceção dos Hamptons, o destino favorito dos ricos e famosos no litoral do estado de Nova York. Por lá, mansões que tinham sido colocadas à venda no começo do ano por valores em torno de US$ 1 milhão (R$ 5,2 milhões) agora estão sendo re-listadas nos classificados com reajustes de 30%, em média.

E o motivo por trás de tal valorização tem a ver, basicamente, com a escapada em massa de moradores que estão deixando a Big Apple por medo do novo coronavírus mas também por terem descoberto os benefícios de se trabalhar em casa, já que foram forçados a isso por causa da quarentena que precisaram cumprir pra evitar contrair a doença. O mesmo, aliás, tem acontecido em vários outros lugares do mundo.

De acordo com especialistas no assunto, pessoas que antes mantinham suas segundas residências na praia ou no campo estão as tornando suas bases definitivas e mantendo seus apartamentos e afins na cidade grande apenas para ocasiões especiais ou simplesmente como investimento – ou seja, morar longe de agitos é a nova moda para essa turma. Vale lembrar que nos Hamptons é possível pedir delivery em casa de testes para detectar a Covid, um serviço de luxo que custa a partir de US$ 1 mil (R$ 5,2 mil). (Por Anderson Antunes)