25.08.2020  /  11:29

Otávio Macedo revela que 70% de suas pacientes reclamaram de queda de cabelo na pandemia. Vem ver o papo do dermatologia com Joyce Pascowitch

Joyce Pascowitch e Dr Otávio Macedo / Crédito: Instagram

A pandemia do coronavírus pegou todos de surpresa e mexeu não apenas com o emocional de quem permaneceu – e ainda permanece – em quarentena, como com a aparência física, em especial quando falamos da pele. E para sanar a dúvida de muitos, Joyce Pascowitch conversou com o dermatologista Dr. Otávio Macedo sobre alguns efeitos estéticos que o isolamento social nos causou.

“A pandemia foi algo que ninguém esperava, foi de uma hora para outra e fomos obrigados a parar. Isso gerou um estresse muito grande, o que aumenta o cortisol, hormônio que afeta várias questões no nosso organismo. Na parte dermatológica, a queixa que eu mais recebi foi sobre queda de cabelo. Foi cerca de 70% das queixas. Em segundo lugar, veio a acne, e depois a rosácea e outros problemas como dermatite”, começa Dr. Otávio.

Além disso, a saúde das mãos, nesse período, fica comprometida. Por conta do excesso de lavagens, é necessário tomar mais cuidado e hidratar sempre que possível. “O excesso piorou a dermatite, isso porque muitos não usam hidratantes logo em seguida. O uso do álcool com essa frequência também faz com que o nosso microbioma fique desequilibrado, então não adianta passar qualquer creme. É necessário produtos específicos  que repõem a camada de hidrolipídios”, revela Otávio Macedo.

A seguir, confira a nossa live completa sobre o assunto e não perca nenhuma dica!