28.02.2016  /  8:30

Oscar em números: as curiosidades e exageros da cerimônia hype

59726251

Hoje, domingo, é dia da 88ª edição do Oscar, que tem como principais indicados os filmes “O Regresso” e “Mad Max: Estrada da Fúria”. Glamurama lista curiosidades e exageros da cerimônia mais importante do cinema. Espia só!

3.63 kg é o peso da estatueta do Oscar, banhada em cobre, prata níquel e, em seguida, em ouro 24 quilates. De 3 a 4 semanas é o tempo necessário para serem produzidas 50 estatuetas.

O tapete vermelho mede cerca de 150 metros de comprimento e tem 10 metros de largura.

63727197
Imagem de Bob Hope no Oscar de 2011 || Créditos: Getty Images

Bob Hope (1903-2003) apresentou 19 vezes a cerimônia do Oscar.

GLORIA STUART
Gloria Stuart exibe seu poderoso colar Harry Winston no Oscar de 1998 || Créditos: Getty Images

US$ 20 milhões (hoje o equivalente a R$ 78,92 milhões ) é o valor da joia mais cara que já cruzou um red carpet: um colar Harry Winston usado pela estrela de “Titanic”, Gloria Stuart, em 1998.

534117945TM00339_87th_Annua
Lupita Nyong’o de vestido Calvin Klein by Francisco Costa durante a cerimônia do Oscar de 2015 || Créditos: Getty Images

O vestido mais caro que já atravessou o red carpet do Oscar está avaliado em US$ 150 mil (hoje o equivalente a R$ 592 mil), e foi criado por Calvin Klein by Francisco Costa para Lupita Nyong’o em 2015.

O compositor John Williams já recebeu 50 indicações, um record para uma pessoa viva. Abaixo, um trecho da cerimônia de 1994, quando o compositor venceu o prêmio de Melhor Trilha Snora por “A Lista de Schindler”.

307 filmes já concorreram ao prêmio de Melhor Filme no Oscar.

745 assentos são reservados para fãs na arquibancada.

6.261 é o número de membros que votam na Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

De R$ 99 mil a R$ 138 mil é o valor médio dos vestidos usados no Oscar.

Nicole Kidman, em 2006 e Julianne Moore e 2003 || Créditos: Getty Images
Nicole Kidman em 2006 e Julianne Moore em 2003 || Créditos: Getty Images

O vestido usado por Audrey Hepburn em 1954, criado por Hubert de Givenchy, deu início à tendência de usar vestidos assinados por designers renomados na premiação.

2004�1�56iv07kie.jpg
Audrey Hepburn com vestido Givenchy em 1954, quando ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Oscar pelo filme “A Princesa e o Plebeu”, apresentado por Jean Hersholt || Créditos: Getty Images

1.500 personalidades são convidados para o Governors Ball, baile de gala que acontece após o Oscar. 900 funcionários servem eles. Para a noite, o buffet Wolfgang Puck vai criar um menu com 50 diferentes pratos.

Mais de 1 mil limusines foram alugadas para a cerimônia do Oscar de 2015.

A primeira cerimônia do Oscar aconteceu em 1929 e durou apenas 15 minutos. “Wings” venceu como Melhor Filme.

tamanho_oscar
Clique da primeira cerimônia do Oscar, em 1929 || Créditos: Reprodução

R$ 986,58 mil é o valor do gift que será entregue aos apresentadores e artistas que vão se apresentar durante a cerimônia deste ano. Nela, inclui uma viagem a Israel, sessões de ginástica, um lift de mamas, um brinquedo sexual e um papel higiênico sofisticado. Oi? Sim, sim!

4h e 23 minutos foi o tempo de duração da cerimônia do Oscar mais longa da história: a 74ª edição, em 2002.

12198165
Sharon no Oscar de 1996, com look high-low || Créditos: Getty Images

Momento high-low: Sharon Stone combinou uma blusa de gola olímpica Gap por baixo de vestido Valentino, em 1996.

A primeira cerimônia televisionada foi em 1953.

2.947 é o número total de Oscars entregues desde 1929.

O tempo limite de duração para um discurso é de 45 segundos.

Rick Baker, maquiador especialista em efeitos visuais, ganhou 7 estatuetas por Melhor Maquiagem.

94174688_EdithHead-01
A figurinista Edith Head, com sua coleção de estatuetas do Oscar|| Créditos: Getty Images

A figurinista Edith Head (1877-1981) foi nomeada 35 vezes – um record para uma mulher em todas as categorias. Ela ganhou oito estatuetas, pelos filmes “Tarde Demais” (1950), “Sansão e Dalila” (1951), “A Malvada” (1951), “Um Lugar ao Sol”(1952), “A Princesa e o Plebeu” (1954), “Sabrina”(1955), “O Jogo Proibido do Amor” (1961) e “Um Golpe de Mestre” (1974).