24.02.2019  /  9:00

Oscar 2019: uma viagem pelos lugares que serviram de locações para os indicados a melhor filme

Já estamos no clima do evento mais importante do cinema mundial: o Oscar 2019, que rola neste domingo, no Teatro Dolby, em Los Angeles. Pensando nisso, pedimos ajuda para o Skyscanner para preparar uma lista com os destinos onde foram rodados os principais filmes indicados. Os cenários incluem Estados Unidos, Inglaterra, México, Coréia do Sul e, talvez, até o Brasil. Segue a trilha para conferir onde foram filmadas algumas cenas dos concorrentes aos Oscar deste ano e, quem sabe, o roteiro destes longas não ajude a decidir sua próxima viagem!

Bohemian Rhapsody

Bohemian Rhapsody x Garden Lodge, Londres || Créditos: Reprodução

O filme que conta a história de Freddie Mercury e do Queen, dirigido por Bryan Singer, e com 5 indicações ao Oscar (incluindo melhor filme e melhor ator para Rami Malek), se passa basicamente em Londres, onde a banda surgiu, em 1970, mas também contou com locações em outras partes da Inglaterra, nos Estados Unidos e na Alemanha (algumas externas em Munique). Um dos cenários principais é o Garden Lodge, casa onde Mercury morava, na Logan Place 1, bairro de Kensington, a oeste de Londres. De fato as filmagens aconteceram lá graças a um generoso acerto financeiro da produção do filme com os atuais residentes do condomínio. Claro que o spot, que está a uma pequena distância da estação de metrô Earls Court, já entrou para a rota turística dos fãs do Queen.

Nasce uma Estrela

Nasce uma Estrela x bar The Virgil, Santa Monica Boulevard, Los Angeles || Créditos: Reprodução

Outro filme ambientado no universo da música: este, uma história já contada outras três vezes no cinema que ainda atrai o público – não à toa ganhou 7 indicações ao Oscar 2019, incluindo melhor filme, ator e atriz. A história de amor dos personagens de Bradley Cooper, que também dirige o longa, um cantor alcoólatra em derrocada, e Lady Gaga, uma cantora em ascensão, foi rodada na Califórnia, especialmente em Los Angeles. O início do romance acontece em um bar de drag queens, onde Jackson se encanta por Ally, que arrasa cantando ‘La Vie em Rose’. Pois o bar em questão é The Virgil, no Santa Monica Boulevard, em East Hollywood, local bastante popular por suas noitadas de comédia.  

Outros locais que serviram de locação são pontos famosos de Los Angeles, como o Shrine Auditorium, o Griffith Park, o Regent Theater, o Short Stop Bar no Echo Park e alguns hotéis como o Chateau Marmont, o Hollywood Roosevelt e o Millennium Biltmore Hotel. Já a casa da personagem de Lady Gaga está na East Kensington Road 739, em Arlington Heights.

Infiltrado na Klan

Infiltrado na Klan x Ossining, Colorado || Créditos: Reprodução

O filme de Spike Lee, indicado a seis Oscar (incluindo filme, diretor e ator coadjuvante para Adam Driver) intercala momentos de drama, humor e suspense na história verídica de um policial negro que conseguiu ser aceito na organização racista Klu Klux Klan, fazendo com que o seu colega branco (e detalhe: judeu) se passasse por ele nas reuniões presenciais. A história se passa nos anos 70, no Colorado, mas foi filmada quase toda em estúdio. Algumas das externas, porém, aconteceram em Ossining, uma cidadezinha com pouco mais de 25 mil habitantes no condado de Westchester, Nova York, como se fosse a cidade de Colorado Springs. A rua Broadway & Brandreth Street, por exemplo, era o endereço da casa da personagem Patrice, onde acontece a impressionante cena final em que… ops, sem spoilers.

Roma

Roma x Cidade do México || Créditos: Reprodução

A Netflix entrou na brincadeira do Oscar (e chegou chegando, com 10 indicações) com um filme mexicano e em preto e branco. Apesar do nome italiano, Roma é um bairro na Cidade do México onde o diretor Alfonso Cuarón passou a infância. O filme é basicamente uma poética colcha de retalhos que tem a empregada doméstica, Cleo (interpretada por Yalitza Aparicio, até então uma professora escolar, hoje candidata ao Oscar de melhor atriz), como protagonista. As memórias do diretor tiveram muitas cenas filmadas em estúdio, mas algumas externas se passam realmente na Cidade do México, uma cidade que mostra em si toda a diversidade mexicana.

 A casa da família, por exemplo, existe, e pode ser encontrada na rua Tapeji 21, no bairro, claro, Roma (ou Roma Sur) – local que, graças à fama do filme, já se tornou ponto turístico. Já a bonita e triste cena em que Cleo vai ao cinema com o namorado se passa no Teatro Metropolitan, também na capital mexicana.

A Favorita

A Favorita x Hatfield House, Londres || Créditos: Reprodução

A disputa entre duas subalternas para ser a queridinha da Rainha da Inglaterra no século 18 é a trama do filme com o maior número de indicações ao Oscar 2019 (10 ao todo, empatado com “Roma”), incluindo para filme, diretor (Yorgos Lanthimos) e às três atrizes principais (Olivia Colman como protagonista, Emma Stone e Rachel Weisz como coadjuvantes). A reconstituição de época é primorosa, especialmente a ambientação no palácio real – incluindo seus aposentos e jardins –, onde se passa quase toda a história. O palácio em questão é o pomposo Hatfield House, a quase 35 km ao norte de Londres, aberto à visitação. 

Vice

Vice x Rio Kern, Califórnia || Créditos: Reprodução

A trajetória do vice-presidente Dick Cheney (interpretado por Christian Bale, candidato a melhor ator) é contada com boas doses de sarcasmo neste filme dirigido por Adam McKay (também indicado a melhor diretor). Os bastidores da política norte-americana, o humor peculiar e as ótimas interpretações (como a de Amy Adams, no papel da mulher de Cheney, e Sam Rockwell, como o presidente George W. Bush, ambos indicados como atores coadjuvantes) garantem o sucesso do filme, que concorre a um total de oito Oscar. As filmagens foram quase todas feitas em estúdio, mas entre as poucas locações externas encontram-se o rio Kern, na cena de pesca, e a cidade de Santa Clarita, ambos na Califórnia.

Green Book

Green Book x Carver Theater, Nova Orleans, Louisiana || Créditos: Reprodução

Dirigido por Peter Farrelly e baseado na história real do pianista negro, Dr. Donald Shirley (Mahershala Ali, candidato a ator coadjuvante), e seu motorista branco, Tony Lip (Viggo Mortensen, indicado a melhor ator), o filme tem cinco indicações ao Oscar 2019,e é um verdadeiro road movie, com os dois personagens no carro cruzando boa parte dos EUA. Na prática, porém, quase tudo foi rodado na Louisiana (a exceção fica por conta do Carnegie Hall, em Nova York). Assim, temos o Carver Theater e o International House Hotel como, respectivamente, o interior e o exterior da boate Copacabana, que aparece nas cenas iniciais.

 Pantera Negra

Pantera Negra x Gwangandaegyo Bridge, Busan, Coreia do Sul || Créditos: Reprodução

 O filme dirigido por Ryan Coogler foi uma das grandes surpresas de bilheteria no ano passado e também no Oscar 2019, concorrendo a seis estatuetas – trata-se, afinal, da primeira história de super-herói a ganhar indicação de melhor filme (e ainda o primeiro filme protagonizado por um super-herói negro). A trama, uma ficção recheada de ação e aventura, conta a história de um jovem que deve assumir o reino após a morte de seu pai, encarando muitos conflitos. O fictício reino de Wakanda teve locações nos mais diferentes continentes. Se os Estados Unidos serviram como estúdio principal e o Estado da Geórgia como base, especialmente Atlanta (por exemplo, o High Museum of Art nesta cidade foi o Museu da Grã-Bretanha do filme), muitas externas foram feitas na Coreia do Sul – como a cena da ponte, em Busan, uma das cidades mais interessantes do país asiático, que ostenta a Gwangandaegyo ou Diamond Bridge ou Ponte Diamante, com 7 quilômetros de extensão. Também fica nessa mesma cidade o Jagalchi Market, maior mercado coreano de comida marítima, que aparece no filme na mesma sequência de ação da ponte.

 Da África, onde supostamente fica Wakanda, foram tiradas algumas panorâmicas de paisagens da África do Sul, Zâmbia e Uganda. E temos ainda a América do Sul marcando presença com as Cataratas do Iguaçu, que é uma das sete maravilhas da natureza. Bom, a produção credita que as cenas filmadas foram no lado argentino, mas as águas não têm fronteira e é provável que o Brasil também apareça na telona. Na dúvida, assista ao filme.