07.09.2017  /  8:00

Os novos “clássicos” da seção Casa da Bergdorf Goodman, point de Nova York

Clique da seção Casa da Bergdorf Goodman, uma das lojas de departamento mais chiques de Nova York || Créditos: Reprodução Isntagram

Difícil resistir à seção de casa da Bergdorf Goodman, uma das favoritas do Glamurama. O espaço físico da loja, que ocupa seu 7º andar, é um must em Nova York desde que foi inaugurado, em 1985, após dois anos de planejamento.  Na época, o ambiente foi pensado para dar aos clientes a sensação de uma casa, agregando décor com preços que cabem em todos os bolsos – características mantidas até hoje. Mas se na época os destaques eram peças clássicas Limoges, Baccarat e Christofle, hoje saltam os olhares coleções como as da Gucci, que marca seu début no mundo do décor com coleção anunciada em julho deste ano e que acaba de chegar, em primeira mão, na Bergdorf Goodman.

Itens da primeira coleção de casa da Gucci || Créditos: Divulgação

A linha, que reúne almofadas, velas, papéis de parede, biombos, bandejas e mais, foi um caminho natural a ser tomado pela marca após o início de sua nova fase, marcada pela chegada de Alessandro Michele ao posto de diretor criativo. Nessa nova fase, a marca mudou seu estilo, apostando em estética pseudo-vintage e manimalista que faz uso do lúdico combinado a elementos renascentistas aplicados em tecidos como jacquard e veludo, que tem tudo a ver com o universo da decoração.

Os preços da coleção vão de US$ 650 por um sousplat a US$ 32 mil por um biombo. Tudo feito para dar personalidade a qualquer ambiente através de romantismo contemporâneo. Além da linha Gucci, destaque para as porcelanas da L’objet e da Juliska, as velas aromáticas e perfumes de ambiente da Aerin e aos lustres de Kelly Wearstler.

Itens da primeira coleção de casa da Gucci || Créditos: Divulgação