27.08.2015  /  12:46

Os efeitos e os afetados da drástica queda da bolsa chinesa

Queda drástica da bolsa chinesa afeta bilionários || Créditos: Getty Images

O estouro da bolsa chinesa nesta semana já desfez 66 fortunas bilionárias em todo o mundo. A maior parte daqueles que deixaram de fazer parte do clube dos dez dígitos, sem surpresas, está na China, que perdeu 21 bilionários nos últimos oito dias. Os outros países que mais perderam bilionários no mesmo período são os Estados Unidos (9), a Índia (6) e a Rússia (5).

Entre os maiores perdedores, a situação mais dramática é a do chinês Gong Hongjia, dono da Hikvision, uma empresa que fabrica equipamentos de segurança. Hongjia viu seu patrimônio pessoal encolher em US$ 4,1 bilhões desde a última segunda-feira, uma queda de 97% em relação a tudo o que ele possuía até a semana passada.

Até mesmo alguns grandes nomes da moda foram afetados pela crise do Yuan. Sara Blakely, fundadora da Spanx, e Tory Burch, dona da grife de mesmo nome, também deixaram de ser bilionárias. (Por Anderson Antunes)