22.09.2019  /  9:00

Os detalhes do acordo de R$ 1,25 bilhão de Jen Aniston e Reese Whiterspoon com a Apple TV+

Jennifer Aniston e Reese Witherspoon || Créditos: Reprodução

Foram basicamente dois os motivos que levaram Jennifer Aniston e Reese Whiterspoon a escolher a Apple TV+ e não a Netflix como a “casa” da sitcom produzida e co-estrelada pela dupla de atrizes e cujo lançamento acaba de ser anunciado para 1º de novembro, a “The Morning Show”. Além de acenar para elas com uma campanha de marketing pensada sob medida para promover seu novo e desde já aguardado trabalho, e poucas vezes antes vista na história recente de Hollywood, o pessoal do braço de streaming da fabricante do iPhone também lhes ofereceu US$ 300 milhões (R$ 1,25 bilhão) em dinheiro pelos direitos audiovisuais da produção. Nem Oprah Winfrey, outra que fechou um acordo com a Apple TV+ tempos atrás e sempre teve seu nome associado aos maiores contratos, recebeu tanto dinheiro da empresa.

Descrita como “uma história das pessoas que ajudam a América a acordar todos os dias”, “The Monring Show” é uma co-produção entre as produtoras Echo Films de Aniston e a Hello Sunshine de Witherspoon, e por meses teve seu passe disputado pela Apple TV+ e pela Netflix, a atual líder do segmento de streaming no mundo. Vale lembrar que as duas também embolsaram US$ 1,1 milhão (R$ 4,6 milhões) individualmente por cada um dos 10 episódios da série que também tem no elenco Steve Carell. O ator, no entanto, levou pra casa bem menos do que as colegas, algo em torno de US$ 600 mil (R$ 2,51 milhões) por episódio, conforme Glamurama contou em julho. (Por Anderson Antunes)