30.12.2014  /  16:51

Descubra os altos e baixos dos bilionários brasileiros em 2014

tamanho DollarBills copy
|| Crédito: Getty Images

O ano em que o Brasil mais bilionários brasileiros fizeram parte da lista anual dos mais ricos do mundo da revista “Forbes” foi também o ano em que o país mais perdeu fortunas acima dos dez dígitos, pelo menos desde 2008, quando o boom econômico do país estava em pleno auge. Quem afirma isso é a própria “Forbes”, que publicou nesta terça-feira um artigo no qual menciona o “enxugamento” do clube do bilhão verde e amarelo.

Se em março os bilionários brasileiros eram 65, hoje eles são 52. Considerando que dois deles morreram nos últimos meses – o banqueiro Moise Safra e o industrial Antônio Ermírio de Moraes – foram 11 os brasileiros que viram suas fortunas caírem abaixo de US$ 1 bilhão nos últimos nove meses. A maior queda de patrimônio foi a dos irmãos Roberto Irineu, João Roberto e José Roberto Marinho, que controlam o Grupo Globo.

Juntos, eles perderam US$ 8,3 bilhões desde março, embora todos continuem sendo bilionários. O banqueiro Joseph Safra, irmão de Moise, também viu sua fortuna cair de US$ 16 bilhões no início do ano para os atuais US$ 14,4 bilhões. No total, 34 bilionários brasileiros vão terminar o ano com fortunas menores do que começaram.

Entre os que ganharam dinheiro, os destaques são o trio formado pelos bilionários Jorge Paulo Lemann, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira, que controlam multinacionais como a Anheuser-Busch InBev e o Burger King. Entre março e dezembro deste ano, Lemann foi o brasileiro que mais ganhou dinheiro: foram US$ 3,6 bilhões adicionado ao patrimônio pessoal dele, que hoje soma US$ 23,3 bilhões. Telles engordou sua conta bancária com US$ 2,1 bilhões no mesmo período, enquanto Sicupira ficou US$ 1,9 bilhão mais rico.

Segundo a “Forbes”, a principal razão para a queda do número de bilionários no Brasil neste ano é a forte desvalorização do real, o aumento de custos do governo e a péssima performance do mercado ações.

Até mesmo os brasileiros que se tornaram bilionários após a divulgação do ranking oficial da publicação em março, como o empresário José Janguiê Bezerra Diniz, os quatro membros da família Maggi que controlam o Grupo André Maggi, e a herdeira do Bradesco Maria Ãngela Aguiar Aguiar Bellizia (https://glamurama.uol.com.br/forbes-aponta-nova-bilionaria-brasileira-a-rica-da-vez-saiba-aqui/), perderam o pomposo título desde então por conta da fraca performance da economia brasileira.