22.06.2020  /  10:36

Obcecado pela conquista espacial, Elon Musk vende mais uma de suas residências terrenas por R$ 151 milhões

Elon Musk e a mansão de Bel Air que ele vendeu || Créditos: Reprodução

Determinado a se desfazer de todas as propriedades residenciais terrenas que tem o quanto antes possível, Elon Musk – que pretende focar na conquista do espaço com sua SpaceX assim que atingir o objetivo – vendeu dias atrás uma das mansões que colocou à venda recentemente, por US$ 29 milhões (R$ 151,6 milhões). Nesse caso, o negócio fechado foi por um château de quase 1,5 mil metros quadrados de área privativa que o cofundador e CEO da montadora de carros elétricos Tesla tinha em Bel Air, bairro nobre de Los Angeles.

Com seis suítes, onze banheiros, quadra poliesportiva, piscina olímpica e uma biblioteca enorme com dois pavimentos, a propriedade foi listada nos classificados por US$ 30 milhões (R$ 156,8 milhões), e vendida com um desconto de US$ 1 milhão (R$ 5,23 milhões) para o bilionário chinês William Ding que, assim como Musk, fez fortuna com a internet (pra quem não sabe, o namorado de Grimes ficou rico com a fabricante de softwares para sites Zip2, comprada em 1999 pela Compaq por US$ 307 milhões/R$ 1,6 bilhão).

Também cofundador do PayPal e de várias outras empresas, Musk se divide atualmente entre os comandos da Tesla e da SpaceX, que recentemente rendeu notícias ao lançar um foguete com astronautas rumo à ISS (Estação Espacial Internacional, na sigla em inglês), sendo essa a primeira iniciativa comercial do tipo. E como Glamurama contou em maio, ele tem pelo menos outras duas mansões à venda nos Estados Unidos, todas localizadas em hotspots da Califórnia como LA e San Francisco. (Por Anderson Antunes)