03.05.2016  /  18:38

O vestido hi-tech usado por Karolina Kurkova no Met Gala 2016

nota_karolina

Karolina Kurkova levou a sério o tema do Met Gala desta segunda-feira, “Manus x Machina: A Moda na Idade da Tecnologia.” A prova disso é que o vestido usado pela supermodelo no evento, do estúdio britânico Marchesa, foi desenhado com a ajuda do supercomputador cognitivo Watson, da IBM.

Decorado com 150 flores de LED conectadas entre si, a peça teve como inspiração cinco sentimentos dos estilistas da Marchesa: alegria, paciência, entusiasmo, encorajamento e curiosidade. A partir daí eles alimentaram dois datasets junto ao sistema Cognitive Color Tool, do Watson, que utiliza a psicologia das cores para combinar matizes.

O computador então selecionou automaticamente entre milhares de amostras de vestidos da Marchesa os detalhes que comporiam o modelo de acordo com a identidade da marca. Já as flores de LED eram conectadas ao sistema Tone Analyzser API, também do Watson, que interpretava o conteúdo emocional dos tweets que incluíam as hashtags #MetGala e #CognitiveDress, resultando na mudança em tempo real das cores das flores. Que tal? (Por Anderson Antunes)