16.06.2020  /  15:30

O talco, quem diria, é o grande vilão do momento nas indústrias de cosméticos mundo afora. Entenda!

Talco usado em produtos de beleza e maquiagens podem causar câncer // iStock

Cuidado com o talco! Com consumidores cada vez mais exigentes e informados, as marcas estão tendo que se reinventar e repensar seus produtos a todo instante. Depois que a Johnson & Johnson anunciou que iria parar de vender seu famoso talco de bebê nos Estados Unidos e Canadá, outras grandes labels do mercado de cosméticos, como Chanel, Revlon e L’Oréal, trataram de reformular alguns produtos que levam talco na composição.

De acordo com a Reuters, tudo começou quando estudos apontaram a relação do talco com o desenvolvimento de certos tipos de câncer. Isso acontece porque muitas vezes o pó é encontrado na mesma rocha que o amianto, mineral utilizado em diversos cosméticos, mas que possui agentes cancerígenos, sendo uma causa conhecida para o desenvolvimento de mesotelioma.

Segundo a publicação, a Chanel deixou de fabricar um pó corporal fabricado pela empresa desde 1924 que tinha como base o talco e aroma de seu clássico Chanel nº5. Além disso, removeu o ingrediente de um de seus pós faciais.

Já a Revlon eliminou o talco de seus produtos corporais, enquanto o grupo L’Oréal ainda está buscando um ingrediente para substituí-lo. “Existem algumas alternativas conhecidas, mas continuamos a explorar até porque nenhuma delas tem o mesmo desempenho para nossos produtos”, contou um porta-voz da gigante de cosméticos para a Reuters.