20.03.2020  /  10:38

O primeiro aniversário de Harvey Weinstein na prisão foi dos mais dramáticos. Aos detalhes!

Harvey Weinstein || Créditos: Reprodução

O primeiro aniversário de Harvey Weinstein atrás das grades daria um filme, e dos mais dramáticos. Preso desde o fim de fevereiro, quando foi condenado por abuso sexual e estupro por duas das quatro acusações sob as quais era réu em uma corte estadual de Nova York (a sentença, de 23 anos de prisão, foi anunciada semanas depois), o ex-todo-poderoso de Hollywood completou 68 anos nessa quinta-feira assistindo vídeos de prevenção ao suicídio feitos exclusivamente para detentos e lendo panfletos sobre como se proteger de crimes sexuais no xilindró.

O mesmo material instrutivo foi distribuído para todos os presos da Wende Correctional Facility, penitenciária de segurança máxima localizada no Condado de Erie, no estado de NY, por coincidência justo no mesmo dia em que o hóspede mais famoso de lá ficou mais velho. E tanto no caso dos vídeos quando no dos panfletos, assistir e ler tudo do começo ao fim não era opcional, mas sim obrigatório, e agentes carcerários passavam toda hora na frente de cada uma das celas do local para conferir se a regra estava sendo obedecida.

Weinstein, que já foi um dos mais importantes produtores de cinema do mundo, tentou se preparar meses atrás para a vida de encarceramento total que leva agora, e para isso até contratou uma espécie de “coach” especializado em situações difíceis quando ainda era um homem livre. Mas, aparentemente, de pouco adiantou a ajuda profissional, já que ele tem passado os dias dormindo muito pouco e comendo sanduíches de mortadela. (Por Anderson Antunes)