19.07.2012  /  18:40

O Brasil está na mira e no coração de Renzo Rosso. Leia a entrevista!

Depois de ficar um ano sem operar no Brasil, a Diesel volta à ativa com a abertura da flagship store dos Jardins e a recém-inaugurada loja do shopping JK Iguatemi. “Vamos abrir mais três lojas da marca este ano e no nosso cronograma há 20 lojas no Brasil, que serão abertas nos próximos cinco anos”, disse Renzo Rosso, fundador e CEO da Diesel e presidente da holding Only the Brave, em entrevista ao Glamurama na tarde desta quinta-feira, em São Paulo.

Entre tantas novidades, uma surpresa à longa distância: Renzo planeja uma festa – e das boas – por aqui em 2013. “Vou voltar no ano que vem, no segundo semestre, para uma festa muito grante e importante aqui em São Paulo. Não há nada fechado, mas já adianto que será incrível”, avisa, com brilho nos olhos.

Ah, novos projetos devem pintar nesta sexta-feira em um encontro de Renzo com investidores e empresários do JK Iguatemi, onde será discutida a vinda de outras marcas do grupo como Maison Martin Margiela, Dsquared², Viktor & Rolf e Vivienne Westwood. “O Brasil é a bola da vez. Estamos animados com o mercado aquecido e todas as nossas marcas possuem grande abertura por aqui. Vamos conversar e ver no que dá”, diz, empolgado.

E mais elogios: “Adoro o Brasil, mas infelizmente só conheço Rio e São Paulo. Mas quero voltar mais vezes e conhecer a Bahia. Me disseram que Trancoso e Salvador são incríveis, adoraria passar um tempo por lá”, conta ele, que acaba de voltar de Ibiza, todo bronzeado e cheio de novos hot spots na manga. Sobre as campanhas polêmicas, Renzo bate o pé dizendo que esse é o DNA da marca. “Mostrar o corpo é sexy, sensual, e apresentamos isso de uma forma não vulgar, mas que deixa uma curiosidade no ar. As pessoas gostam de se sentir sexy e vendemos essa possibilidade.”

E ao contrário de outras marcas internacionais, que estão criando peças especiais para o Brasil, a Diesel não fará nada parecido “porque é uma estratégia da Diesel ter os mesmos produtos em todo o mundo”, diz.  Mas Rosso garante que uma nova coleção Diesel está sendo criada e vai ser vendida com exclusividade em São Paulo. “Nosso projeto é criar camisetas e calças com estampas e materiais locais. E São Paulo estreia este projeto. Tudo que for criado será vendido no país de origem. Assim, a cada viagem será possível ter uma peça única da marca”, completa.