09.02.2021  /  10:39

‘NY Times’ investe em documentário sobre Britney Spears para aumentar popularidade entre os jovens e estratégia dá certo

Britney Spears em cena do doc produzido pelo jornal
Britney Spears em cena do doc produzido pelo jornal || Créditos: Reprodução

Produzido pela equipe de jornalistas do “The New York Times” e lançado recentemente pelo Hulu nos Estados Unidos, o documentário “Framing Britney Spears” não apenas serviu para limpar a barra da estrela que lhe dá nome com parte do público do país mas também para aumentar a popularidade do jornal americano entre os leitores mais jovens de lá que, assim como em vários outros países, leem cada vez menos jornais.

Essa, acredita-se, é uma nova estratégia do “Times”, que até então nunca havia dando tanto destaque para a princesinha do pop. Já o doc em questão, que está rendendo bastante notícia nos EUA e também foi muito elogiado pela crítica, trata da complicada batalha judicial entre Spears e seu pai, Jamie Spears, pelo fim da tutela dele sobre sua filha mais famosa. Sarah Jessica Parker e Bette Midler, aliás, declararam que a apoiam.

O caso já gerou até uma campanha online, a #FreeBritney, e é aquele tipo de imbróglio envolvendo celebridades que surge de tempos em tempos e gera torcidas contra e a favor dos envolvidos. Só faltava mesmo um filme tratando disso, o que pelo visto o pessoal do jornalão percebeu e logo tratou de rodar um, que apesar de recém-lançado já bateu recordes de audiência no streaming e tem gerado enorme repercussão nas redes sociais.

Dirigido pela jornalista Samantha Stark, uma decana do “Times”, “Framing…” mostra a versão dos fatos de Spears mais pela visão daqueles que a rodeiam do que exatamente pela dela, o que o livrou de ser classificado como uma simples defesa pessoal, apontam especialistas. A produção já está sendo até considerada como uma forte candidata ao próximo Emmy, o Oscar da televisão americana. (Por Anderson Antunes)

*

Dá um play no vídeo aí embaixo pra assistir o trailer de “Framing Britney Spears” [ÁUDIO EM INGLÊS]: