10.12.2016  /  8:20

Novos paladares: o temperamento difícil do gengibre em receitas deliciosas

_mg_7725
O bom e gostoso gengibre || Créditos: Giovanna Balzano

O gengibre se garante em vários tipos de prato e também em chás, sucos e drinques. Sem falar que é tudo de bom para a saúde e para manter o ponteiro da balança no seu devido lugar

por Fernanda Grilo e Márcia Rocha para a revista PODER de novembro

Nem sempre o sabor acentuado do gengibre rende amor à primeira vista – assim como costuma acontecer com boa parte das especiarias, aliás. Trata-se de um ingrediente, digamos, de temperamento difícil que exige habilidade do cozinheiro e boa vontade do comensal. Resolvida essa parte, porém, gengibre é tudo de bom: se garante em vários tipos de receitas e também em chás, drinques e sucos.

Essa raiz de origem asiática é muito presente na culinária dos países desse continente e atende pelo nome científico de Zingiber officinale. O gingerol é a substância responsável pelo sabor picante e também pelas reconhecidas propriedades anti-inflamatórias do gengibre.  Mastigar lascas ou tomar chá de gengibre, por exemplo, ajuda a aliviar a dor de garganta e a dor muscular que costuma aparecer depois de uma sessão intensa de exercícios físicos.  “Outra qualidade muito celebrada é a capacidade termogênica, ou seja, de elevar a temperatura corporal, acelerando o metabolismo e, consequentemente, a queima de calorias”, explica a nutricionista Daniela Jobst, membro do Institute for Functional Medicine, dos Estados Unidos. Por conta disso, o gengibre faz parte de um grupo de alimentos que nossos avós costumavam chamar de “quentes” – não no sentido literal, mas por conta de seu efeito sobre o metabolismo. Para se ter uma ideia, canela e pimenta fazem parte dessa categoria.

Segundo a nutricionista, o gengibre também ajuda no processo digestivo,  aliviando náusea e enjoos. “Vale tomar um chá antes ou depois das refeições”, diz ela. Todos esses benefícios por um valor calórico irrisório, já que 100 gramas têm apenas 80 calorias.

Lótus – Salada de macarrão de arroz por Renata Vanzetto, Chef do Marakuthai

Lótus do Marakuthai
Lótus do Marakuthai || Créditos: Giovanna Balzano

Ingredientes

  • 10 g de macarrão de arroz
  • 10 g de repolho roxo picado bem fininho
  • 30 g de peito de frango cortado em tiras e puxado no azeite
  • 1/5 de maço de agrão
  • suco de 1/2 limão
  • 2 colheres (sopa) de azeite extravirgem
  • 1 colher (café) de gengibre picado
  • 1 colher (café ) de pimenta-dedo-de-moça picada
  • 1 colher (sopa) de gergelim branco
  • 1 colher (sopa) de gergelim preto
  • 1 colher (sopa) de castanha-de-caju picada

Modo de preparo

Cozinhar o macarrão em água fervendo por dois minutos. Lavar com água fria. Misturar todos os ingredientes num bowl e temperar com sal a gosto.

Passion Week por Rafael Welbert head bartender do Esquina Mocotó

|| Créditos: Giovanna Balzano
Passion Week || Créditos: Giovanna Balzano

Ingredientes

  • 70 ml de cachaça branca
  • 1 ramo de manjericão
  • 10 g de gengibre fatiado
  • 30 ml de polpa de maracujá natural
  • 30 ml de suco de limão-cravo
  • 35 ml de xarope de caju
  • 70 ml de club soda

Modo de preparo

Xarope de Caju: Bater o caju no liquidificador para extrair o suco e coar bem. Em uma panela coloque 2/3 de açúcar do suco de caju no fogo baixo, misture com uma colher de silicone até dissolver o açúcar por 20 minutos. Deixar esfriar.

Drinque: Em uma coqueteleira coloque o gengibre e macere, acrescente os ingredientes, menos a club soda, e bata por cerca de 15 segundos. Em um copo longo com gelo coloque a club soda, coe o líquido e misture com uma colher levemente. Decore com o ramo de manjericão.