Charles Kushner, em 2005, e Jared Kushner com Ivanka Trump

Charles Kushner, em 2005, e Jared Kushner com Ivanka Trump || Créditos: Getty Images

Novo assessor da Casa Branca, Jared Kushner tem histórico familiar polêmico

11.01.2017  /  10:08

Charles Kushner, em 2005, e Jared Kushner com Ivanka Trump || Créditos: Getty Images
Charles Kushner, em 2005, e Jared Kushner com Ivanka Trump || Créditos: Getty Images

Recém-nomeado assessor da Casa Branca pelo sogro, Donald Trump, o empresário Jared Kushner, que é casado com Ivanka Trump, é membro de uma família que já foi bastante próxima de Bill e Hillary Clinton. Em 2001, e apenas nove meses após o término do segundo mandato de Clinton como o 42º presidente dos Estados Unidos, o pai de Jared, Charles Kushner, chegou a contratar o político para dar uma palestra na empresa de negócios imobiliários dele, a Kushner Companies. O valor do serviço? Em torno de US$ 125 mil (R$ 399,4 mil).

Charles, aliás, já doou mas de US$ 1 milhão (R$ 3,2 milhões) para o Partido Democrata ao longo dos anos, inclusive US$ 90 mil (R$ 287,5 mil) para a candidatura de Hillary ao Senado, em 2000. Dono de vários prédios em Nova York, como o cobiçado número 666 da Quinta Avenida, além de uma empresa de seguros de saúde e do jornal “New York Observer”, ele também já se envolveu em polêmicas, como a vez em que contratou uma prostituta para aplicar um golpe no próprio cunhado, que o denunciou para as autoridades americanas em 2005 por evasão de divisas e doações políticas ilegais.

Condenado a dois anos de prisão pelos crimes, Charles ficou 14 meses atrás das grades, se mudou para Nova Jersey e decidiu que jamais se envolveria com gente poderosa novamente. A ascensão de Jared no governo de Trump, no entanto, tem tudo para mudar isso. (Por Anderson Antunes)