07.08.2020  /  9:05

Nove protagonistas poderosas de Charlize Theron para ver e rever no aniversário da atriz

Nove protagonistas poderosas de Charlize Theron para ver e rever no aniversário da atriz || Créditos: Reprodução

“The Old Guard” é um dos maiores sucessos lançados recentemente na Netflix. Estrelado por Charlize Theron, o filme de ação lançado em julho já se tornou um dos mais assistidos da plataforma e os fãs seguem ansiosos por uma sequência. O longa traz a narrativa de uma equipe de mercenários imortais com a missão de recrutar uma nova integrante e proteger seu segredo sobre a imortalidade. Em tempos em que os super-heróis estão em voga, só isso poderia ser a receita do sucesso, mas Charlize rouba a cena como a líder empoderada do grupo. Inspirado na poderosa líder Andrômaca de Scythia de “The Old Guard”, Glamurama comemora o aniversário da atriz, que completa 45 anos nesta sexta-feira, com uma sessão pipoca com nove filmes em que Charlize Theron dá vida à protagonistas explosivas. Segue a trilha!

“The Old Guard” – 2020

Andrômaca de Scythia, de The Old Guard || Créditos: Divulgação

Dirigido por Gina Prince-Bythewood e escrito por Greg Rucka, o longa baseado na série de histórias em quadrinhos traz a narrativa de uma equipe de mercenários imortais com a missão de recrutar uma nova integrante e proteger seu segredo sobre a imortalidade. Charlize vive Andrômaca de Scythia a líder do grupo e mais antiga dos imortais.

“O Escândalo” – 2019

Megyn Kelly de O Escândalo || Créditos: Reprodução

O drama biográfico “Bombshell”, dirigido por Jay Roach e escrito por Charles Randolph, é estrelado por Charlize Theron, Nicole Kidman e Margot Robbie e baseado em várias mulheres que trabalham na ‘Fox News’ e pretendem expor o CEO Roger Ailes por assédio sexual.

“Velozes e Furiosos 8” – 2017

Cipher de Velozes e Furiosos 8 || Créditos: Reprodução

Na oitava sequência da franquia queridinha de “Velozes e Furiosos”, Charlize não é protogonista, mas rouba a cena como a vilã Cipher, que arma um plano para chantagear Dom, de forma que ele traia seus amigos e passe a ajudá-la a obter ogivas nucleares. Explosivo, claro!

“Atômica” – 2017

Lorraine Broughton de Atômica || Créditos: Reprodução

É ação e espionagem que você quer? Então pode começar com Atômica, ou Atomic Blonde, dirigido por David Leitch, em seu primeiro crédito de diretor solo, e escrito por Kurt Johnstad. Baseia-se no romance gráfico The Coldest City, de 2012, de Antony Johnston e Sam Hart, que gira em torno de uma espiã que tem que encontrar uma lista de agentes duplos que está sendo contrabandeada para o ocidente na véspera do colapso do Muro de Berlim em 1989. Spoiler: você acha que sabe o final, mas prepare-se para ficar surpreso.

“O Caçador e a Rainha de Gelo” – 2016

Rainha Ravenna de O Caçador e a Rainha de Gelo || Créditos: Reprodução

Mais um longa em que Charlize rouba a cena e o protagonismo como vilã: ela dá vida à toda poderosa Rainha Ravenna, ou a Rainha Má para os íntimos e fãs de Branca de Neve. Ravenna é irma de Freya, que depois de passar por um trauma, desperta para os poderes mágicos e se isola. Longe da irmã, ela constrói seu próprio reinado – se torna a Rainha de Gelo. É claro que esse confronto é cheio de poder!

“Mad Max: Estrada da Fúria” – 2015

Imperatriz Furiosa de Mad Max: Estrada da Fúria|| Créditos: Reprodução

Careca e completamente suja no meio do deserto, essa mulher continua uma deusa como Imperatriz Furiosa, em “Mad Max: Estrada da Fúria”. O longa apresenta um mundo apocalíptico, onde Max Rockatansky acredita que a melhor forma de sobreviver é não depender de ninguém. Porém, após ser capturado pelo tirano Immortan Joe e seus rebeldes, Max se vê no meio de uma guerra mortal, iniciada pela imperatriz Furiosa que tenta salvar um grupo de garotas. Também tentando fugir, Max aceita ajudar Furiosa. Dessa vez, o tirano Joe está ainda mais implacável pois teve algo insubstituível roubado.

“Prometheus” – 2012

Meredith Vickers de Prometheus || Créditos: Reprodução

A postura de líder de Charlize é inegável e lhe rendeu alguns de seus papéis mais icônicos. Em “Prometheus”, apesar de ser não a protagonista, ela interpreta a diretora Meredith Vickers, que comanda a tripulação. O filme conta a história de exploradores que encontram a mesma pintura em várias cavernas na Terra e, com base nisto, desenvolvem uma teoria em que a pintura aponta para um lugar específico do universo, que teria alguma relação com o início da vida no planeta. Encantados com a descoberta de um novo mundo e a possibilidade de revelarem o segredo da origem da vida na Terra, a equipe não percebe que o local é também bastante perigoso.

“Aeon Flux” – 2005

Aeon Flux de Aeon Flux || Créditos: Reprodução

“Aeon Flux”, de 2005, nos mostra a Terra a 400 anos no futuro, onde uma doença dizimou grande parte da população. A cidade de Bregna é povoada por sobreviventes e também por cientistas, que comandam o local. Lá também existe um grupo de rebeldes que conta com a participação da justiceira Aeon Flux, vivida por Charlize, que é enviada a uma missão em meio aos cientistas. É quando ela descobre os segredos guardados da atual realidade do planeta. Mas temos que ser sinceros aqui, o longa foi um fracasso em todos os aspectos, vale apenas pelas cenas de luta de uma Charlize com uma elasticidade invejável graças a seus muitos anos de balé.

“Monster – Desejo Assassino” – 2003

Aileen Wuornos de Monster – Desejo Assassino || Créditos: Reprodução

“Monster – Desejo Assassino” foi o longa que rendeu seu primeiro e único Oscar, elevando seu status em Hollywood. A trama conta a história de Aileen Wuornos, vivida pode Charlize, que depois de sofrer abusos durante a infância, tornou-se prostituta ainda na adolescência. Ela está prestes a acabar com a própria vida quando conhece Selby (Christina Ricci), uma jovem lésbica com quem acaba se envolvendo. Certa noite, depois de ser agredida por um cliente, Aileen acaba matando o sujeito. O incidente desencadeia uma série de outros assassinatos, que faz com que ela fique conhecida como a primeira serial killer dos Estados Unidos.