30.05.2017  /  10:25

Nova obra satiriza estátua de garota desafiando touro em Wall Street. Oi?

A "Fearless Girl" e o pug assinado por Gardega || Créditos: Reprodução
A “Fearless Girl” e o pug assinado por Gardega || Créditos: Reprodução

A “Garota Destemida” de Wall Street voltou a causar polêmica. Encomendada por uma empresa de investimentos, a estátua de bronze com uma menina encarando o emblemático touro conhecido como “Charging Bull”, que apareceu no Dia Internacional da Mulher deste ano no coração financeiro de Nova York, agora ganhou a companhia de um cachorrinho – ou melhor – de uma outra estátua retratando um pug em um momento de alívio, com a patinha traseira levantada e urinando tranquilamente.

Batizada “Pissing Pug”, a nova obra é assinada pelo artista Alex Gardega, e é um protesto dele contra a estátua da garotinha (“Fearless Girl”, no original em inglês). Em declaração a repórteres, Gardega disse que a “Fearless Girl” nada mais é que uma atitude hipócrita idealizada por gente que atua fortemente no mercado financeiro e não está nem aí para o empoderamento feminino. Ele também afirmou que esculpiu a peça para defender o trabalho do colega Arturo Di Modica, o artista responsável pelo “Charging Bull”.

Como Glamurama contou em março, a prefeitura de Nova York deu o aval para que a “Fearless Girl”, que se tornou point obrigatório para turistas, fique onde está até fevereiro de 2018 (a princípio, data limite era 2 de abril). Já o pug deve ser retirado de lá em breve, até porque não desfruta da mesma popularidade: a maioria das mulheres que passa por ele torce o nariz. (Por Anderson Antunes)