22.03.2018  /  13:33

Nova editora da “Vanity Fair”, Radhika Jones mexe os pauzinhos para tirar colega da concorrência

Kira Pollack e Radhika Jones || Créditos: Getty Images

Cria da editrix Anna Wintour e editora da “Vanity Fair” desde novembro, quando assumiu a cadeira de Graydon Carter depois da saída dele do comando da revista americana, Radhika Jones já está usando o poder que conquistou com o cargo para promover uma dança das cadeiras no mercado de mídia dos Estados Unidos. Isso porque a jornalista está tentando a todo custo “roubar” a editora de imagens Kira Pollack, atualmente na “Time”, para integrar seu time de aliados na Vanity.

Seria uma perda e tanto para a mais famosa revista de notícias do mundo, já que Kira é considerada uma expert não somente em internet mas também em fotojornalismo: foi dela a ideia de colocar Donald Trump com o cabelo em chamas na elogiada capa da Time de 22 de janeiro com a manchete “Year One.” (“Ano Um.”), chamando para uma matéria no recheio sobre o primeiro ano de governo do republicano.

Kira, que também toca a produtora de vídeos para a internet da Time, a Red Border Films, tem sido sondada por Radhika e companhia para se tornar diretora editorial da VF, um título com o qual sempre sonhou, e um salário tentador de seis dígitos, além de regalias extras como viajar a trabalho de primeira classe e otras cositas más. (Por Anderson Antunes)

A capa da “Time” bolada por Kira || Créditos: Reprodução