a

Zé Maurício Machline vai gravar programa de entrevistas no Teatro Rival

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Caique Cunha
José Maurício Machline recebe Zeca Pagodinho e Mariene de Castro em programa de estreia || Crédito: Divulgação

José Maurício Machline vai relembrar os velhos tempos. Depois de um hiato de 12 anos, o escritor, diretor e o idealizador do Prêmio da Música Brasileira volta a gravar seu programa de música e de entrevistas, o “Por Acaso”, agora batizado “Por Acaso no Rival”. O projeto deixa os estúdios e ganha novo formato: será todo gravado no Teatro Rival, na Cinelândia, todas as quartas-feiras, e será aberto ao público. A primeira gravação acontece nesta quarta-feira, quando ele recebe Zeca Pagodinho e Mariene de Castro, com entrada gratuita. Nas semanas seguintes, o programa traz Gal Costa e Alice Caymmi, no dia 16; Lenine e Roberta Sá, no dia 23 e João Bosco e Hamilton de Holanda, no dia 30, com ingressos a preços populares.

A parceria com Leandra Leal e Alê Youssef – casal à frente do Rival desde abril, quando o espaço reinaugurou após ampla reforma – veio ao encontro de um desejo antigo de Zé Maurício. “Há algum tempo vinha pensando em retomar este projeto e essa colaboração traz a oportunidade não apenas de realizá-lo, como também oferece uma possibilidade ainda mais ampla de interagir com os artistas em um formato ao vivo, que trará mais calor e dinamismo às entrevistas”, explica. O público também poderá assistir aos melhores momentos do programa através de vídeos que serão disponibilizados no canal do Youtube do Prêmio da Música Brasileira.

a
Zé Maurício Machline  e Gal Costa durante gravação de “Por Acaso” || Crédito: Divulgação 

*

O programa “Por Acaso”, que Machline comandou em duas emissoras até 2004, reúne um acervo de mais de 600 entrevistas com artistas e personalidades da cultura brasileira de todos os gêneros e gerações. Abaixo, um episódio do programa antigo, que teve Gal Costa como convidada especial.

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…