Vik Muniz e Muhammad Yunus no encontro promovido por Jackie de Botton || Créditos: Reprodução

Vik Muniz encontra o Nobel da Paz Muhammad Yunus no Rio

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Vik Muniz e Muhammad Yunus no encontro promovido por Jackie de Botton || Créditos: Reprodução
Vik Muniz e Muhammad Yunus no encontro promovido por Jackie de Botton || Créditos: Reprodução

Por Michelle Licory

Jackie de Botton, uma das maiores anfitriãs do Rio, nome forte do terceiro setor, da cena artsy e também – por que não? – cool da cidade, representa no Brasil a instituição inglesa The School of Life, fundada por seu primo, o escritor e filósofo Alain de Botton. Na noite dessa sexta-feira, ela abriu sua cobertura de frente para a praia de Ipanema para um encontro em torno do prêmio Nobel da Paz Muhammad Yunus, por intermédio da The School of Life, que busca instigar a inteligencia emocional através da cultura.

“Levantamos boas ideias para lidarmos com o dia a dia. Acreditamos que é possível aprender a viver melhor. Não temos todas as respostas, mas trazemos grandes pensadores, como o Muhammad, para nos inspirar, provocar, nutrir e até consolar, para vivermos mais plenamente. Ontem o evento foi sobre sonhar. Ele sonhou em dar poder às mulheres em um país muçulmano, sonhou em emprestar dinheiro para as pessoas baseado não no que elas tinham, mas em uma genuína confiança. Sonhou em criar um banco para os pobres e concretizou tudo isso com o Grameen Bank [que concede microcrédito], pelo qual ganhou o Nobel em 2006”, nos contou Jackie.

* Vik Muniz, grande amigo dela, estava entre os convidados. “Encontrar um vencedor do Prêmio Nobel da Paz não é algo que acontece todo dia. Poder conversar com ele foi um prazer e uma honra. Agradeço a Jackie e à The School of Life por essa oportunidade única de conectar a Escola Vidigal com o Muhammad Yunus”, disse o artista plástico.

* Em tempo: pra quem ainda não conhece, Escola Vidigal é um projeto de Vik na favela da zona sul carioca, pensado para oferecer educação de ponta multidisciplinar para crianças carentes. A ideia é que a instituição funcione como um laboratório pedagógico, um ambiente de testes para fórmulas que possam ser replicadas na rede pública de ensino. Para isso, ele já fechou parcerias com o MIT [Massachusetts Institute of Technology] e com a Green School [holística e sustentável], de Bali. Jackie também tem projetos sociais na mesma comunidade, ao lado de sua irmã, Andrea Dreesmann, com o suporte da The School of Life.

Você também pode gostar