Valesca Popozuda vai lançar livro biográfico depois de dar entrevista para a J.P

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
valeska-livro
Capa de “Sou Dessas – Valesca, pronta para o combate”, biografia de Valesca Popozuda || Créditos: Divulgação

Valesca Popozuda elegeu a 24ª edição da Bienal do Livro, que acontece de 26 de agosto a 4 de setembro em São Paulo, para lançar seu primeiro livro: “Sou Dessas – Valesca, pronta para o combate”. A edição publicada pela editora BestSeller e com textos da funkeira revelará detalhes de sua vida e carreira desde os tempos em que era frentista, assim como sua visão sobre feminismo e liberdade sexual. “Minha mãe sempre disse que o céu nunca era o limite, e sim o começo. E vejo que ela tem razão”, contou Valesca ao Glamurama, atribuindo a uma matéria publicada na revista J.P uma das razões para ter escrito o livro:  “Quando conversei com o Paulo Sampaio, editor da J.P, fiquei pensando em tanta coisa que passou na minha vida e que superei. E meses depois, quando recebi o convite para contar algumas das histórias da minha vida em livro, relembrei do papo que tive naquela entrevista onde fui capa. E me encorajei a buscar lá no fundo da memória casos que doeram e outros que foram o trampolim para que minha trajetória tivesse os resultados que venho colhendo”. Uau! O lançamento acontece no dia 29 e a pré-venda já disponível na Livraria Cultura por R$ 34,90.

A capa de “Popozuda” foi inspirada no cartaz “We Can do It” – propaganda criada por J. Howard Miller em 1943, durante a 2ª Guerra Mundial, para a fábrica Westinghouse Electric Corporation como uma imagem inspiradora para levantar o moral dos trabalhadores. Na década de 1980, o cartaz que leva foto de uma operária chamada Geraldine Doyle foi redescoberto e usado para promover o movimento feminista, assim como outros temas políticos. Até hoje é um dos maiores símbolos da luta pelos direitos da mulher.

valeska-livro-inspiracao
Propaganda criada por J. Howard Miller em 1943 que inspirou a capa do livro de Valesca Popozuda || Créditos: Reprodução
Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…