Comunicados enviados pelos colégios Santa Cruz, Madre Cabrini e Escola Viva || Créditos: Reprodução

Tradicionais colégios de São Paulo vão aderir à greve geral na próxima sexta-feira

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Comunicados enviados pelos colégios Santa Cruz, Madre Cabrini e Escola Viva  ||  Créditos: Reprodução
Comunicados enviados pelos colégios Santa Cruz, Madre Cabrini e Escola Viva || Créditos: Reprodução

Diante da convocação em massa por uma greve geral nesta sexta-feira, até as escolas particulares mais caras da capital paulista entraram na briga. Instituições de diversas frentes, incluindo o tradicional Colégio Santa Cruz, decidiram aderir à paralisação – a escola disparou inclusive um comunicado enviado para os pais e alunos. Na mesma onda, os colégios São Luís e Madre Cabrini, além da Escola Viva, também deverão parar no próximo dia 28. Em tempo: a greve geral é organizada pelas principais centrais sindicais do Brasil, na tentativa de demonstrar força e mobilização contra a reforma trabalhista e da Previdência propostas pelo governo de Michel Temer, além da lei de terceirização sancionada pelo presidente.

Você também pode gostar