ST PAUL, MN – JULY 16: Steven Tyler performs at the 2017 Starkey Hearing Foundation So the World May Hear Awards Gala at the Saint Paul RiverCentre on July 16, 2017 in St. Paul, Minnesota. (Photo by Adam Bettcher/Getty Images for Starkey Hearing Foundation)

Steven Tyler larga o microfone para inaugurar centro para vítimas de violência sexual. Vem…

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Steven Tyler em show em julho deste ano em Minnesota, Estados Unidos || Créditos: Adam Bettcher/Getty Images

Nem só de rock se preocupa Steven Tyler. Além de arrasar à frente do Aerosmith há várias décadas, o vocalista da banda se lançou em uma causa das mais nobres. Ele acaba de abrir as portas de um centro destinado a meninas que sofreram violência psicológica ou sexual. A instituição foi batizada Janie’s House, nome inspirado da música “Janie’s Got a Gun” do Aerosmith, que narra a vingança de uma mulher abusada sexualmente por seu pai.  Uma evolução de seu trabalho em prol dessa causa iniciado em 2015 quando foi criado o Janie’s Found.

O artista de 69 anos esteve presente na inauguração do centro, que fica em Atlanta e tem capacidade para atender 30 garotas por vez, oferecendo a elas terapia e cuidados médicos.

“A Janie’s House abriga garotas jovens e conta com uma equipe especial para isso: terapeutas, pessoas para elas conversarem e pessoas que possam ajudá-las a lidar com problemas de saúde”, explica Tyler.

Ainda segundo o cantor, tanto sua vivência como músico como sua experiência em programas de reabilitação – ele já teve inúmeros problemas com drogas e alcoolismo – o inspiraram a dar voz às “sobreviventes” de abuso que talvez não tenham sido capazes de superar esse trauma.

“Janie está em casa! Nunca escrevi uma música tão bonita quanto Janie’s House… Levamos dois anos para fazer isso! Passar o dia com essas meninas… Tenho muito orgulho delas. Estou aliviado agora que elas têm um ambiente seguro para ser quem são. Para crescer e tornarem-se jovens mulheres que farão coisas maravilhosas no mundo”, escreveu Tyler em seu Instagram, em post que também pede doações para o centro por meio do site janiesfund.org/GIVE.

Você também pode gostar