A barra de um dos vestidos criados por Sandro Barros com os nomes gravados em azul || Créditos: Carlos Prates / Divulgação

Sandro Barros entrega superstição da clientela no dia do casamento

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
O estilista Sandro Barros e a barra de um dos vestidos de noiva assinados por ele com os nomes em azul || Créditos: Carlos Prates / Divulgação

Sandro Barros armou nessa quarta-feira uma tarde especial dedicada às noivas em seu ateliê, no Jardim Paulistano, ao lado de sua sócia Renata Queiroz de Moraes e de outras duas experts no assunto: Isabella Suplicy e Edda Ugolini. Entre as palestras doces e taças de champagne, o estilista contou para o Glamurama qual é a superstição que reina entre sua clientela para atrair sorte no casamento.

“A superstição que eu sempre recomendo e que a maioria das minhas clientes segue é a “something new something old something borrowed something blue”, criada no século XIX na Inglaterra. Funciona assim: a noiva deve usar na data um item novo, um antigo, um emprestado e um azul. O novo é o vestido, o antigo costuma ser uma joia, o emprestado algum terço ou véu que foi usado por alguma outra noiva da família e o azul, vai na barra dos vestidos – nós costuramos os nomes escolhidos pela noiva de mulheres que ainda não estão casadas na cor, o que acaba sendo uma brincadeira superdivertida. Em casos extremos de alguma amiga ou familiar muito encalhada por exemplo, usamos um tom bem escuro para reforçar a superstição!” contou o estilista.

 

Você também pode gostar