Royal Opera House de Londres se une a designers e estilistas para ressignificar as clássicas sapatilhas de ponta

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
As sapatilhas de ponta expostas na Pointe Shoe Window, do Royal Opera House, em Londres || Créditos: Reprodução/Instagram

Instrumento fundamental para o trabalho de bailarinas clássicas no mundo todo, as sapatilhas de ponta ganharam status de obra de arte na nova exposição do Royal Opera House (ROH), em Londres, na Inglaterra. Sob o nome Pointe Shoe Window – algo como ‘Vitrine das Sapatilhas de Ponta’, em tradução livre para o português – a mostra é resultado da parceria entre a prestigiada casa de ópera e estilistas londrinos.

Com o intuito de ressignificar os clássicos calçados, seis designers foram convidados para dar um novo olhar ao item que, segundo registros históricos, foi usado pela primeira vez em 1831, pela bailarina sueca Marie Taglioni. Entre os convocados para assinar as novas sapatilhas, nomes como da estilista Roksanda, o designer Halpern e Simone Rocha.

As sapatilhas, que ficam em exposição nas janelas ao redor da praça Covent Garden até 20 de setembro, fazem parte de um projeto de recuperação financeira do ROH que, devido a pandemia, perdeu 60% das receitas. Quem passar por lá tem a chance de ganhar os sapatos e outros prêmios por meio de uma competição que terá os lucros direcionados à Campanha de Recuperação da Royal Opera House.

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…