Gustavo Cedroni, do Metro Arquitetos Associados e Massimo Bottura
Gustavo Cedroni, do Metro Arquitetos Associados e Massimo Bottura || Créditos: Divulgação

Refettorio Gastromotiva do Rio ganha prêmio de arquitetura em Paris

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Gustavo Cedroni, do Metro Arquitetos Associados e Massimo Bottura || Créditos: Divulgação
Gustavo Cedroni, do Metro Arquitetos Associados e Massimo Bottura || Créditos: Divulgação

“Um pequeno milagre!” – foi o que disse o chef Massimo Bottura na coletiva de imprensa no dia da inauguração do Refeittorio Gastromotiva na Lapa, Rio de Janeiro. Ele se referia ao tempo de obra, os 55 dias que foram necessários para construir 450 m2 do restaurante-escola fruto da parceria entre a ONG Gastromotiva, comandada por David Hertz e Bottura, eleito melhor chef em 2016. Agora, quase um ano depois de inaugurado, o restaurante, que serve comida feita com alimentos excedentes de mercados ou cozinhas profissionais e não manipulados, tem mais uma conquista: acaba de levar um prêmio de arquitetura na edição 2017 do conceituado Prix Versailles pelo  projeto assinado pela METRO Arquitetos Associados. A premiação para restaurantes, lojas e hotéis acontece nesta sexta-feira na sede da UNESCO em Paris. O sócio do escritório, Gustavo Cedroni, recebe o prêmio na categoria melhor restaurante das Américas Central e Sul e Caribe, já concedida pelo júri, e concorre agora na categoria mundial. Entre os membros do júri, o arquiteto Toyô Itô, o chef Guy Savoy e a estilista chinesa Guo Pei. Parabéns!

Fachada do Refettorio Gastromotiva que será premiado no Prix Versailles 2017 || Créditos: Divulgação
Fachada do Refettorio Gastromotiva que será premiado no Prix Versailles 2017 || Créditos: Divulgação
Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…