David Cheriton
David Cheriton || Créditos: Reprodução

Recluso, cofundador menos famoso do Google corre o risco de perder quase R$ 30 bilhões em divórcio

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
David Cheriton
David Cheriton || Créditos: Reprodução

Cofundador menos conhecido do Google, o extremamente recluso David Cheriton está correndo o risco de perder até metade de sua fortuna, estimada em mais de US$ 11,4 bilhões (R$ 59,7 bilhões), em meio a um complicado processo de divórcio de sua ex-mulher que dura desde 1994, Iris Fraser.

Os dois subiram ao altar em 1980 e optaram por seguir caminhos diferentes 14 anos depois, e nesse meio tempo tiveram quatro filhos. Acontece que Fraser agora resolveu reclamar na justiça que não recebeu o que de fato teria direito pelo fim da união.

Há 27 anos, Cheriton ainda não era tão rico como é hoje, mas aparentemente também se casou com Fraser sem jamais ter assinado um acordo pré-nupcial. E essas coisas, sabe como são, basta um advogado craque em encontrar brechas na lei para incomodar…

O fato é que Fraser resolveu pedir 50% de todos os bens do ex-marido em um tribunal da Califórnia, onde corre o caso, e tem chances reais de conseguir isso. Se acontecer, ambos entrarão para a história como protagonistas de um dos divórcios mais caros da história.

Cheriton teve um papel fundamental na criação do site de buscas mais famoso do mundo: saíram do bolso dele os primeiros US$ 100 mil (R$ 524 mil) que Larry Page e Sergey Brin usaram, em 1998, para criar a companhia que hoje se chama Alphabet e inclui uma série de outros negócios.

Os centibilionários Page e Brin, além de muito mais famosos e bem menos avessos aos holofotes do que Cheriton, também são consideravelmente mais ricos que o sócio, com fortunas estimadas em US$ 121,8 bilhões (R$ 638,2 bilhões) e US$ 117,6 bilhões (R$ 616,2 bilhões), respectivamente. (Por Anderson Antunes)

Você também pode gostar
Solidão Pandemia

Depois da tempestade

O restaurante que eu frequentava antes da pandemia reabriu. Esteve fechado por meses, e eu o tinha como…