Sean Connery
Foto: Ira Richolson via Flickr

Quadro de Picasso que pertenceu a Sean Connery é leiloado por mais de R$ 105 milhões

22 Compartilhamentos
22
0
0
0
0

A história deste quadro foi encarada como lenda urbana durante muito tempo. Muitos duvidavam de que um original do pintor Pablo Picasso, datado do período tardio do artista sequer existisse ou que estivesse em posse de alguém e ainda mais de um ator de Hollywood. Mas de fato existe um quadro de Pablo Picasso que data do período descrito e cuja propriedade foi atribuída a Sean Connery, nosso eterno James Bond, morto em 2020. A tela em questão é a “Buste d’homme dans un cadre”, de 1969, que foi leiloada pela Christie’s de Hong Kong nessa quinta-feira por £ 17,7 milhões (R$ 105,7 milhões). A cifra está longe de ser um recorde entre as obras do artista espanhol leiloadas anteriormente, mas superou os £ 15 milhões que a tradicional casa de leilões esperava arrecadar com seu lance vencedor.

Além disso, todo o dinheiro arrecadado com sua venda será revertido para o Sean Connery Philanthropic Fund, um fundo criado pelo lendário ator ainda em vida que apoiava financeiramente causas das mais variadas. Discretíssimo e também avesso a tratar de questões sobre seu vasto patrimônio publicamente, Connery, que raramente concedia entrevistas, nunca confirmou mas também jamais negou possuir um Picasso, o que adicionou ainda mais mistério à história. A propósito, mais da metade da fortuna dele – estimada em £ 350 milhões (R$ 2,1 bilhões) – foi para a caridade.

Você também pode gostar